Páginas do Site

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

O primeiro dia do V Festival Internacional do Camarão da Costa Negra é marcado por apresentação de pratos de sabores exóticos e premiação de personalidades

Noite de festa e degustação de pratos surpreendentes deram o tom do primeiro dia do V Festival Internacional do Camarão da Costa Negra, que acontece de 14 a 16 de novembro, em Acaraú. A disputa dos chefs atraiu a atenção do público e conquistou pela mistura de sabores. No palco, bandas covers dos Beatles e Elvis Presley animaram o público.
Na abertura da noite, personalidades da política cearense receberam homenagens prestadas pelo Festival, que tem à frente o carcinicultor Livino Sales. Durante o dia, foram iniciados os seminários com a programação técnica que tem como objetivo gerar intercâmbio de conhecimento entre os profissionais do setor.


Festival Internacional do Camarão -  Conhecida por produzir os melhores camarões do mundo, a Costa Negra recebe, mais uma vez, o Festival Internacional do Camarão da Costa Negra, que será realizado nos próximos dias 14, 15 e 16 de novembro, em Acaraú (CE), com acesso gratuito. O evento, que chega em 2013 a sua quinta edição, é um verdadeiro paraíso gastronômico, oferecendo pratos diferentes e surpreendentes a cada dia. Seis renomados chefs de restaurantes cearenses se encontram no evento para disputar o título de melhor prato do Festival, com julgamentos a cada noite. O resultado é uma exuberância de sabores, usando como matéria prima o melhor camarão do mundo. Além disso, o vencedor da edição de 2012, Luciano Ferreira, estará responsável pelo restaurante oficial do evento, o Oasis Atlântico.
Dentro do festival, são realizados três eventos paralelos: V Workshop GastronômicoV  Encontro do Arranjo Produtivo Local (APL) da Carcinicultura do Litoral Oeste e I Seminário Internacional de Indicações Geográficas na Costa Negra.
Workshop Gastronômico, que reúne renomados chefs de cozinhas nacionais e internacionais, é realizado na Fazenda Cacimbas, onde ocorre a votação dos melhores pratos, além de programação cultural noturna. Ministram os workshops, o chef Jorge Monti (internacional), Ivan Prado (consultor gastronômico do Senac), Sauro Sarabotto (Itália), Léo Gondim (Ceará), David Jobert (L’ Atelier du Cuisinier - França), e Marie Anne Bauer (Le Marché). 
Este ano, shows de atrações nacionais e locais vão animar os visitantes do festival. Estão confirmados no evento banda cover de Elvis Presley,a banda Rubber Soul, a cantora Elba Ramalho, que fará apresentação com Chico Pessoa, Banda Dona Zefa e o cantor sertanejo Mateus Fernandes. A expectativa é que cerca de seis mil visitantes passem pelo Festival no período.
Durante o dia, o festival oferece programação técnica voltada para produtores, estudantes, técnicos do setor e componentes da cadeia produtiva do camarão. No V Encontro do Arranjo Produtivo Local da Carcinicultura do Litoral Oeste, que será realizado na Escola Estadual de Educação Profissional Marta Maria Gifone Sousa, haverá palestras, oficinas, painéis e mesas redondas. Cerca de 400 pessoas devem participar da programação. Informações: www.festivaldocamaraoaccn.com.br.
Paralelo ao encontro, acontece também o I Seminário Internacional de Indicações Geográficas na Costa Negra, realizado no Instituto Federal do Ceará - Campus Acaraú, que vai discutir a importância da implementação de políticas públicas e privadas em prol das indicações geográficas, com a participação efetiva de entidades governamentais federais como Embrapa, Ministério do Desenvolvimento da Agricultura, INPI, Itamaraty (setor de visão de propriedade intelectual) e Sebrae. Haverá também exposição de 10 produtos que possuem selo de Denominação de Origem por Indicação Geográfica, como vinhos e espumantes de Pinto Bandeira (RS), Tequila do México, Cachaça de Parati (RJ), Capim Dourado (TO), Queijo Serra Canastra de Minas Gerais, entre outros. O público-alvo do Seminário é formado por empresários, agricultores, estudantes, profissionais da área da Aquicultura, Direito, Administração, etc. A expectativa é de que 500 pessoas participem do evento. Informações: www.1siig.com.br.
O evento, organizado pela Prática Eventos, é promovido pela Associação dos Carcinicultores da Costa Negra (ACCN) e Costa Negra Denominação de Origem. O patrocínio é do Ministério da Pesca e Aquicultura, Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento, Governo Federal, Sebrae e Governo do Estado do Ceará. O evento conta ainda com apoio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia e Assembléia Legislativa do Estado do Ceará e tem parceria com a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).
O Objetivo do Festival é desenvolver os municípios que formam a Costa Negra, Acaraú, Jijoca de Jericoacoara, Cruz e Itarema, qualificando os profissionais que trabalham com a Carcinicultura e estimulando turismo na região. O evento tem contribuído de maneira decisiva para o desenvolvimento do potencial turístico e econômico dos municípios da região e entorno.
Selo de Denominação de Origem - A Associação de Carcinicultura da Costa Negra conseguiu, em 2011, o selo de Indicação Geográfica por Denominação de Origem, concedido pelo INPI. Atualmente, a ACCN está em busca do reconhecimento do selo junto à União Européia (52 países). A expectativa é que até o fim do ano a aprovação seja concedida. Em 2014, será a vez de pleitear o reconhecimento da Indicação de Origem por Denominação Geográfica. O objetivo é tornar a região reconhecida mundialmente por ser produtora do melhor camarão do mundo. Quando o selo está posicionado no mercado, ele é reconhecido instantaneamente e indica que o produto e seu processo cumprem com normas específicas e que passaram pelos controles de qualidade. O presidente da Associação de Carcinicultura da Costa Negra, Livino Sales, ressalta a relevância do festival. Segundo ele, o festival ajuda a projetar a região e o trabalho que está sendo feito pela ACCN. “Estamos trabalhando com afinco para conseguir o selo de qualidade para o próximo ano”, afirma. 
A Costa Negra - É a denominação de uma região que se abre para o mundo com as belezas naturais de quatro municípios - Itarema, Acaraú, Cruz e Jijoca de Jericoacoara, ao longo de 48 quilômetros. Os municípios, inseridos no Vale do Acaraú, a 240 quilômetros de Fortaleza, ganharam um solo escuro, formado por nutrientes especiais e recursos naturais da areia e da vegetação que tornaram a área a melhor do Estado para a produção de camarões. A Costa Negra é um importante pólo turístico e econômico do Litoral Oeste, onde se encontra o mais importante pólo da carcinicultura cearense, dispondo atualmente de aproximadamente 33 fazendas de cultivo, 01 laboratório de produção de pós-larvas e 03 beneficiamentos para processamento de pescados em geral.