terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Cineteatro São Luiz recebe até 17 de fevereiro a Mostra Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo

O Cineteatro São Luiz, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), recebe até 17 de fevereiro, a segunda edição do Panoramas Internacionais de Cultura (2017), que traz a Bulgária contemporânea para perto do povo cearense, através da Vitrine de Cinema Búlgaro Contemporâneo, mostra inédita de cinema de iniciativa do "ZENON Instituto Cultural" e produção da "Arte Pensamento".

Nas palavras da curadora da mostra, a cineasta búlgara Irina Kitova, a Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo constitui-se de “artistas de diferentes gerações - diferentes quanto a ideias, filosofia e estilo autoral”, cujas obras “carreiam sentimento, sinceridade e preocupação com o destino do homem”, numa “arte que nos diz que se pode alcançar muito ao se acreditar na capacidade das pessoas de serem nobres, sábias, fortes, boas, a ponto de enxergarem a beleza e distribuírem esperança.”

Composto por três módulos distintos - filmes de longa-metragem, curta-metragem e uma mostra especial de filmes de animação (curtas-metragens) -, a Vitrine de Cinema Búlgaro Contemporâneo é, nas palavras do programador e curador do cinema do Cineteatro São Luiz, Duarte Dias, “mais uma excelente oportunidade de acesso e intercâmbio cultural que o Cineteatro São Luiz propicia ao seu público cinéfilo, agora com uma inédita mostra do cinema produzido em um país cuja filmografia se constitui como uma das mais instigantes não só do Leste Europeu, mas de toda a Europa”.

Como destaques da mostra de filmes de longa-metragem, Duarte Dias cita produções como “O Julgamento”, de Stefan Komandarev – premiado em diversos festivais de prestígio e indicado pela Bulgária para o Oscar 2015 -, “Tilt”, de Viktor Chouchkov, também indicado a representante da Bulgária no Oscar (2011) e premiado em diversos festivais internacionais, como o Los Angeles Independent Film-makers showcase e o Woodstock Festival Internacional, e o filme “Sem Deus”, de Ralitza Petrova, vencedor do prêmio de melhor filme no Festival Internacional de Locarno, Suiça (2016), entre outros.

Destaque também, na Vitrine de Cinema Búlgaro Contemporâneo, para a mostra de filmes de curta-metragem, que, segundo Irina Kitova, “apresenta seis premiados filmes de estudantes de cinema, diferentes quanto aos temas, gêneros e estilo cinematográfico”, filmes que “de uma forma bela e reflexiva, nos permitem ver diferentes mundos e nos depararmos com pessoas diferentes de nós, que revelam perspectivas de vida incomuns, sentimentos pessoais sobre a condição do mundo e emoções de cineastas jovens”.

Complementando a Vitrine de Cinema Búlgaro Contemporâneo no Cineteatro São Luiz, será exibida, segundo Silvyia Ivanova, curadora do Festival Mundial de Filmes de Animação de Varna – Bulgária, uma mostra especial dos mais notáveis filmes búlgaros de animação para crianças produzidos nos últimos 20 anos, filmes que trafegam pelas mais variadas técnicas, como a animação tradicional (desenhos), stop motion e pixilation, entre várias outras. “Esperamos que o público cearense desfrute deste programa de animação colorida e versátil”, finaliza Silvyia Ivanova.


Programação

Dia 14/02 (Terça-feira)
16h e 18h30 [Cinema] – Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo: MERGULHO EM SOZOPOL

Título em inglês: "The Sinking of Sozopol"
Diretor: Kostadin Bonev
Produção: Borough Film
Duração:100 min.
Ano de realização: 2014
Gênero: Drama/Mistério
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Por vezes o ser humano decide que precisa mudar sua vida, mas esta determinação não torna a mudança mais fácil. O que é de fato importante na vida, onde está a direção certa e o que é, afinal, a felicidade? Em momentos assim, todo mundo necessita de um milagre. E ele normalmente acontece.
Informações relevantes:
Premiado no Festival Rosa de Ouro (Bulgaria 2014) prêmio de melhor atriz e melhor roteiro;
Festival Internacional de Nova York (2015) , 7 nominações e prêmio de "Melhor Filme Estrangeiro.";
Festival Internacional de Milão (2015) venceu como "Melhor Elenco";
Academia Búlgara de Filmes (2015) - venceu em 4 categorias;
Festival de Filmes independentes de Praga (2016)- venceu em 3 categorias: Grande Prêmio "Águia de Ouro", Melhor Diretor e Melhor Cinematografia;
Festival de Filmes Oxford - Missisispi (2016, EUA) - prêmio "Melhor Diretor";
Festival Internacional de Brasov (Romenia, 2016) - prêmio de "melhor filme".

Dia 15/02 (Quarta-feira)
16h e 18h30 [Cinema] – Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo: TILT

Título em inglês: "Tilt"
Diretor: Viktor Chouchkov
Produção:Chouchkov Brothers
Duração: 97 min.
Ano de realização: 2011
Gênero: Drama/Romance
Classificação indicativa:14 anos
Sinopse: Pelo diretor Viktor Chouchkov: "Tilt" é uma história sobre o amor impossível entre os jovens Stash e Becky em uma sociedade que é deformada, criminalizada e confusa. É uma história sobre jovens rapazes que se reduziram a cometer crimes, num momento em que as consideráveis mudanças políticas e econômicas deram origem a relacionamentos pessoais disformes, contrariando a forma normal de vida. Este é também um filme sobre os anos de transição na Bulgária.
Informações relevantes:
---Indicação nacional búlgara para o Oscar 2011
---Melhor filme de estréia no RainDance Festival Internacional de Filmes - 2011
---Melhor diretor no California Festival de Filmes Independentes
---Melhor filme internacional no Los Angeles Independent Film-makers showcase
---Melhor Montagem no Woodstock Festival Internacional de Filmes 2011.
---Rosa de Ouro 2010 e Melhor Ator - Bulgária


Dia 16/02 (Quinta-feira)
16h e 18h30 [Cinema] – Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo: SEM DEUS

Título em inglês: "Godless"
Diretor: Ralitza Petrova
Produção: KLAS Film
Duração: 99 min
Ano Realização: 2016
Gênero: Drama
Classificação Indicativa: 18 anos
Sinopse: Uma enfermeira que toma conta de idosos senis rouba suas identidades para vendê-las a bandidos do mercado negro. Quando um deles, pelo qual ela sente algum afeto, reconhece o roubo, ela fica paralisada por sua própria culpa e decide reparar os seus erros - ainda que pareça tarde demais.
Nota da Diretora Ralitza Petrova:

Quase trinta anos depois de seu colapso, as conseqüências do comunismo continuam cobrando seu preço - aquele onde se consegue escapar com o assassinato sem punição e onde uma possibilidade de esperança só consegue emergir quando tudo está perdido. 'Sem Deus' trata da queda de uma pessoa comum, forçada a agir contra a sua sã consciência.

O filme foi concebido para seguir a crudeza e a autenticidade de um documentário observacional, com a maioria do elenco não-atores, cuja experiência de vida era próxima da dos personagens. A narrativa ficcional da enfermeira foi entrelaçada com a realidade dos cuidados com pacientes da vida real. Esta foi uma maneira de explorar tanto a mentalidade oprimida de uma geração moribunda, quanto de criar um retrato de uma geração seguinte equivocada, vivendo com uma crença perdida na bondade.

O filme foi filmado na província de Vratsa, uma das regiões mais pobres do noroeste da Bulgária, situada no sopé de uma montanha austera. As paisagens hostis e os rostos locais criaram uma atmosfera visceral, que espelham a brutalidade da história.

Informações Relevantes:
Filme longa de estréia da diretora búlgara Ralitza Petrova, estreado em agosto de 2016, segue obtendo sucessivos prêmios nos maiores festivais mundiais.

Prêmios:
- Vencedor do prestigiado LEOPARDO DE OURO, prêmio máximo de melhor filme (Festival Internacional de Locarno, Suiça, 2016) durante estreia mundial; e Leopardo de Prata de Melhor Atriz (Irena Ivanova); Prêmio do Júri Ecumênico; Prêmio dos críticos independentes em Locarno.
- Prêmio máximo "Cavalo de Bronze" de melhor filme e melhor atriz no Festival Internacional de Estocolmo 2016.
- Prêmio Papagaio de Ouro para melhor estréia - Reykjavik International Film Festival - competição principal, 2016.
- Grand Prix de melhor estreia - Copenhagen International Film Festival - competição principal.
- Prêmio Rosa de Ouro para melhor filme, melhor diretor, melhor cameraman, Melhor Atriz e melhor ator -Festival Nacional Rosa de Ouro, Bulgária 2016; e outros, Sarajevo, Varsóvia, Mumbai, Sevilla, etc.


Dia 17/02 (Sexta-feira)
15h30 [Cinema] – Vitrine do Cinema Búlgaro Contemporâneo: O JULGAMENTO

Título em inglês: "The Judgment"
Diretor: Stefan Komandarev
Produção: Argo Film
Duração: 107 min.
Ano de realização: 2014
Gênero:Drama
Classificação indicativa: 14 anos
Horário de exibição: 18h30
Sinopse: Pelo diretor Stefan Komandarev: "Durante o período comunista, até cerca de vinte e cinco anos atrás, havia desertores do bloco comunista tentando escapar para o Ocidente através da travessia ilegal da fronteira sul da Bulgária. Hoje, milhares de migrantes provenientes da Síria também tentam a sua sorte, atravessando a mesma fronteira, mas na direção oposta - rumo à "Terra Prometida" da União Européia. Esta correlação estranha entre os diferentes períodos de tempo e um mesmo lugar foi o que me inspirou a fazer este filme." "Cheguei à ideia para este filme durante a gravação de três documentários no sudeste da Bulgária, perto do local de encontro das três fronteiras - búlgara, grega e turca. Passei um tempo por lá - encontrei muitas histórias reais e personagens interessantes. Eles agora estão no filme."

Informações relevantes:
---Grande Prêmio de "Melhor Narrativa" no Heartland Festival de Filmes, 2015, Indianapolis - EUA.
---Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator no 'SEE A PARIS' Festival de Filmes 2015.
---Melhor Filme, Melhor Ator no Festival Rosa de Ouro, Bulgária 2014
---Festival Internacional de Varsóvia 2014
---Indicação nacional búlgara para o Oscar 2015
Enviar

Deixe seu comentário: