terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Exportações cearenses em janeiro têm alta de 101,5%

O Ceará registrou em janeiro de 2017 o melhor resultado para as exportações nos últimos 20 anos - período de levantamento da série histórica do sistema da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O Estado exportou US$ 156,5 milhões - alta de 101,5% em relação a igual período do ano anterior. Trata-se do sexto mês consecutivo em que o Estado registra aumento quando comparado com 2015. Já as importações seguem mudança na tendência de redução que vinha sendo observada nos últimos meses, crescendo 102,6% em relação a janeiro de 2016, passando de US$ 100,3 milhões para US$ 203,3 milhões. Como resultado, a balança comercial cearense registrou déficit de US$ 46,8 milhões no início do ano, valor 106,1% maior se comparado com igual período de 2016. 

Entre as Unidades da Federação, o Ceará permanece na 14a colocação. Foi o Estado que registrou o terceiro maior aumento nas exportações no País, atrás apenas de Pernambuco e Roraima. São Gonçalo do Amarante é o município cearense que mais exporta, tendo comercializado quase US$ 83 milhões em janeiro de 2017, dos quais US$ 59,8 milhões só em produtos semifaturados de ferro ou aço, o que reflete a importância da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) para a localidade. O setor de "ferro fundido, ferro e aço" é o que mais exportou em janeiro de 2017. Destaque para o setor de "produtos diversos das indústrias químicas" que registrou crescimento de 19.943% em relação ao mesmo período do ano passado. Já o setor de fruticultura teve queda de 52,8% em virtude do fim da safra de melões e outras culturas.

Essas e outras informações do comércio exterior cearense constam da edição de fevereiro do Ceará em Comex, estudo de inteligência comercial elaborado mensalmente pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC.
Enviar

Deixe seu comentário: