quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Exportações de móveis cearenses crescem 43,4% impulsionadas pelo projeto Ceará Móveis Export

O projeto Ceará Móveis Export, uma iniciativa do Centro Internacional de Negócios da FIEC em parceria com o Sindmóveis, gerou resultados significativos para o setor moveleiro em 2016. De acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), o setor apresentou um crescimento de 43,4% nas exportações em 2016 em relação ao ano anterior, totalizando um volume de US$ 843.378 em vendas ao exterior.    
Entre os principais produtos exportados estão estufas pré-fabricadas, móveis de madeira, móveis de metal e assentos estofados. Os países que mais importaram das empresas cearenses foram Indonésia, Porto Rico, Panamá, China e República Dominicana. Destaque para o Panamá, um dos países trabalhados no projeto Ceará Móveis Export, que comprou do Ceará US$ 60.184 - 309,6% a mais que em 2015. 
“Tanto o aumento das exportações do setor, de maneira geral, como o crescimento das exportações para o Panamá são evidências claras de que alcançamos o nosso objetivo. O Ceará Móveis Export proporcionou a abertura comercial internacional e também consolidou a experiência das empresas que já exportavam de forma a transformar a exportação numa estratégia de negócio e uma atividade permanente”, avalia a gerente do Centro Internacional de Negócios da FIEC, Karina Frota.
Participaram do projeto oito empresas filiadas ao Sindmóveis. Elas receberam capacitação, assessoria e um plano de exportação customizado de acordo com suas características e necessidades. As indústrias também participaram durante o projeto de um encontro de negócios em Fortaleza com compradores internacionais, de uma missão comercial aos Estados Unidos e de rodada de negócios no Panamá. O projeto contou com a parceria da Universidade de Fortaleza (Unifor), através do Núcleo de Práticas em Comércio Exterior (Nupex).
Enviar

Deixe seu comentário: