segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Hospital São Camilo é referência regional em transplante de medula óssea

Pacientes que precisam do transplante autólogo de medula óssea podem ser atendidos no Hospital São Camilo Fortaleza, através de convênios e particulares.

O transplante autólogo de medula óssea é uma opção de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como os linfomas e o mieloma múltiplo. Consiste na substituição da medula óssea doente, ou deficitária, por células normais com o objetivo de reconstruir uma nova medula saudável. Essa é a modalidade do transplante de medula na qual não há necessidade de doador. O Ceará é um dos nove estados do país capazes de realizar esse tipo de tratamento, que é considerado um dos mais complexos e importantes para as doenças do sangue.

O Hospital São Camilo Fortaleza é referência regional quando se trata de transplante de medula óssea. Conta com uma equipe multidisciplinar, formada por médicos hematologistas com vasta experiência na realização de transplante de medula. Além de equipe de enfermagem capacitada e experiente, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, dentistas e toda equipe de apoio do Hospital que tem mais de 200 leitos.

Segundo o Diretor Administrativo, Aldenis Machado, o espaço destinado ao Transplante de Medula Óssea oferece segurança e qualidade na assistência prestada aos pacientes em todas as etapas do tratamento. “Os pacientes adultos portadores de doenças onco-hematológicas com indicação médica para o transplante podem ser atendidos por convênios e particulares. A estrutura conta com seis apartamentos confortáveis e que garantem o isolamento necessário ao paciente submetido a esse tipo de tratamento”.

Além do transplante autólogo de medula óssea o Hospital planeja ampliar ainda mais os serviços. “O objetivo é ser referência em todas as áreas de atuação, desenvolvendo atividades com excelência e de alta complexidade como os transplantes. Por isso, pretendemos realizar a partir de 2018 o transplante alogênico de medula óssea e estamos em fase de credenciamento para transplantes de órgãos como fígado, pâncreas, rins e coração”, enfatizou.
Enviar

Deixe seu comentário: