sexta-feira, 10 de março de 2017

Dia da Salada – Movimento faz petição para a data entrar no calendário

Existem datas comemorativas como o Dia da Macarronada, o Dia da Pizza e o Dia do Hambúrguer, por que não existe o dia de algo saudável e nutritivo como a salada? Esse foi o questionamento lançado em um manifesto feito por três empresários cearenses que iniciaram uma campanha para coletar assinaturas para a petição que pretende instituir a data no Calendário Nacional.

O movimento intitulado “Dia da Salada – Apoie esse dia” estabeleceu o dia 02 de março como data a ser comemorada. A escolha por essa data se deve pelo dia em que o Carnaval teve o seu término este ano.

A iniciativa levou em conta uma pesquisa do Ministério da Saúde, realizada em 2014, que revela que o cardápio dos brasileiros ainda tem muita carne gordurosa e pouca salada. Para se ter ideia, segundo as estatísticas, apenas um em cada quatro brasileiros consome a quantidade ideal de frutas e verduras.
 
De certa forma, isso quer dizer que o brasileiro está comendo melhor, mas ainda está longe do ideal. Apesar dos hábitos ruins estarem diminuindo, somente 24% da população come a quantidade de frutas, verduras e legumes recomendada pela Organização Mundial da Saúde.
 
Para Lucas Lima, um dos empresários idealizadores do movimento, o Dia da Salada vem para conscientizar a sociedade e, principalmente, os pais com crianças, da importância de incrementar o cardápio diário com frutas, legumes e verduras.
 
"Muitas pessoas dizem que não comem salada porque é caro, porque dá trabalho, porque não encontram bons insumos. O movimento também vai desmistificar isso no decorrer de sua campanha."
 
Para assinar a petição virtual apoiando a criação da data no calendário, o interessado deve acessar o site www.diadasalada.com.br. A campanha se estenderá por todo o ano, e empresas também podem apoiar o movimento associando a sua marca ao Dia da Salada, desde que ofereçam um incentivo para uma vida mais saudável como contrapartida.
Enviar

Deixe seu comentário: