quinta-feira, 18 de maio de 2017

Deputado Elmano Freitas propõe a criação do Dia estadual de combate a Transfobia

- Celebração ocorrerá no dia 15 de fevereiro, data do espancamento e morte da travesti  Dandara dos Santos.

O deputado estadual Elmano Freitas (PT) escolheu o dia 15 de fevereiro, data em que a  travesti cearense Dandara dos Santos foi  espancada até a morte, no bairro Bom Jardim, como o Dia estadual de combate a Transfobia. A iniciativa está no projeto de lei de sua autoria, apresentado na Assaembleia Legislativa do Ceará nesta quarta-feira, 17 de maio, Dia Internacional de Combate à Homofobia. A matéria já está em tramitação na Casa.

Para o parlamentar, os casos de agressões e assassinatos envolvendo travestis estão cada vez mais frequentes e  com requintes de perversidade. " Só este ano já foram quatro casos, o que revela o alto grau de preconceito e repressão que travestis, transgêneros e transexuais enfrentam cotidianamente no Ceará", lembra Elmano.  " Nosso Projeto vem para  reforçar a luta contra tudo isso. As pessoas precisam entender que liberdade é um direito de todos. É fundamental o respeito à diversidade", justifica o petista.

Após o caso Dandara, que ganhou repercussão nacional e internacional, mais três travestis foram assassinadas no Ceará.  A travesti Hérica Izidório, de 24 anos, foi espancada na avenida José Bastos, quando voltava de uma festa de pré-carnaval. Teve lesões na cabeça e no rosto e morreu após dois meses internada em coma no Instituto Dr. José Frota (IJF). No último dia 8 de maio, a travesti que usava o nome de Jeffinho, de 29 anos, foi assassinada a tiros, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza. A vítima foi atingida nas costas e na cabeça por dois homens. O útimo caso aconteceu sábado (13), em Juazeiro do Norte.  A vítima de homicídio foi a travesti  Ketlin, de 31 anos.
Enviar

Deixe seu comentário: