domingo, 21 de maio de 2017

Educadores de Escola Pública em Beberibe recebem especialistas para formação em Contação de Histórias


A Formação Continuada de Leitura acontece nos próximos dias 23 à 25 de maio, como parte das ações previstas a Beberibe, Pindoretama e Cascavel, pelo Programa de Desenvolvimento da Educação – PDE, promovido pelo Instituto Brasil Solidário

Dando continuidade as ações previstas pelo Programa de Desenvolvimento da Educação – PDE, do Instituto Brasil Solidário, educadores e gestores de bibliotecas dos municípios de Beberibe, Pindoretama e Cascavel poderão participar de uma Oficina de Mediação à Leitura, com foco em contação de histórias, nos próximos dias 23 à 25 de maio. A formação faz parte das atividades do eixo de incentivo à leitura que já tiveram início em abril deste ano, com a chegada do PDE e de uma biblioteca novinha na Escola Desembargador Pedro de Queiroz, em Beberibe.

O curso será ministrado em parceria que o Instituto mantém com a Comunidade Educativa – CEDAC, que durante os três dias de formação, já firmados para realização nos dois turnos, de 9h às 17h, apresentará um amplo repertório literário, além de metodologias voltadas para a compreensão do comportamento dos leitores e a construção de critérios de análise das obras literárias para seleção e leitura com os alunos. As inscrições estão abertas, para maiores informações os interessados devem entrar em contato através do e-mail imprensa@brasilsolidario.org.br

Como as demais atividades do PDE, que tem apoio municipal junto as três cidades em que está sendo aplicado – Beberibe, Pindoretama e Cascavel - a oficina acontece de forma gratuita e prevê a participação de pelo menos 30 educadores da rede de ensino dos três municípios, reforçando a ideia de manter uma escola modelo em um processo de multiplicadores que passam a ter a missão de “repassar as boas práticas socioeducativas do projeto a outras escolas da região”.

Segundo o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luís Salvatore, a parceria com o CEDAC vem de longa data e tem sido muito importante para as ações de incentivo à leitura promovidas dentro das escolas públicas que recebem as ações do PDE. “O CEDAC é uma organização com reconhecimento em todo o território nacional e que tem contribuído de forma efetiva com a capacitação de nossos formadores da rede IBS, além de professores que estão à frente dos projetos de leitura e que passam a se sentir mais seguros para aplicar em sala de aula o aprendizado voltado para mediação de leitura”, pontua Salvatore.
Na escola sede, Desembargador Pedro de Queiroz, já se tem colhido bons frutos das ações de incentivo à leitura iniciadas pela primeira fase de implementação do PDE em abril e com retorno muito positivo dos alunos da instituição. “Desde a semana que recebemos as oficinas práticas do PDE nossa biblioteca passou por melhorias significativas, que influenciaram diretamente na adesão dos alunos ao novo espaço. Estamos com um acervo bem mais amplo, além do ambiente organizado e acolhedor para que os alunos e educadores se sintam motivados a participarem de forma mais participativa na nossa biblioteca. Não só aqui na escola, mas estamos recebendo demanda de outras escolas para visitarem o espaço de leitura e terem contato com as propostas de leitura do IBS, inclusive já vamos começar a agendar neste mês de maio”, ressalta a Diretora da Escola Desembargador Pedro de Queiroz, Rosângela Alves.

Somado ao acervo de 500 livros já doados pelo IBS à biblioteca da escola em abril, com a formação junto ao CEDAC também chegarão novos livros para o espaço da escola, que serão utilizados durante a realização do curso. De acordo com a gestora da sala de leitura, Professora Ana Cristina Lopes, da Escola Desembargador Pedro de Queiroz, com a chegada dos livros doados pelo IBS, a movimentação na biblioteca foi intensificada e a escola tomou a iniciativa de articular empréstimos de livros junto a biblioteca municipal de Beberibe. “O fluxo na sala de leitura aumentou consideravelmente, então começamos a pensar em como manter o público juvenil sempre motivado a permanecer buscando novas fontes de leitura, uma das ações que contribuiu para essa aproximação dos alunos à biblioteca, foi o projeto do IBS 30 minutos pela leitura, que já aplicamos na escola no mês de abril e foi um sucesso entre professores e alunos”, disse a gestora.

Livros e 30 minutos pela Leitura
O Projeto 30 Minutos pela Leitura é apenas uma das ferramentas de incentivo à leitura proposta por meio de “sequencias didáticas” pelo Instituto. Nasceu como mais uma atividade diferenciada e coletiva de leitura, onde alunos, professores, funcionários e equipe da gestão escolar são convidados a interromper as atividades cotidianas e dedicar 30 minutos de seu tempo para a leitura. A ação acontece simultaneamente, e sempre na terceira quarta-feira do mês existe uma culminância dos projetos, dentro e fora da sala, envolvendo todas as escolas beneficiadas pelo PDE, em diferentes regiões do Brasil. Em muitas cidades, inclusive, a proposta já é política pública, sendo transformada em leis orgânicas municipais que garantam sua continuidade.

O principal objetivo do projeto é, através de uma ação disciplinada (com horário, frequência e duração), despertar a vontade diária de ler, o gosto pela leitura como fonte de prazer, conhecimento, cultura e informação. Busca-se também intensificar a atividade de leitura dentro e fora da escola, colaborando com a socialização e a formação de cidadãos capazes de compreender melhor os diferentes tipos de textos e a realidade em torno deles.
A formação de bibliotecas pelo Instituto Brasil Solidário é um dos pilares do PDE e acontece há 16 anos, ao lado de projetos de mediação de leitura. Nesse período, já foram doados para escolas públicas brasileiras mais de 800 mil acervos!

Sobre o Programa de Desenvolvimento da Educação
O “Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE” atua por meio de seis áreas temáticas que conversam diretamente com o currículo escolar. São elas: incentivo à leitura, educação ambiental, uso de tecnologias em sala de aula e como instrumento ao protagonismo, valorização das artes regionais, prevenção e saúde e empreendedorismo.
Com resultados significativos em indicadores como IDEB, diminuição da evasão e aumento da frequência escolar, as ações acontecem por meio de atividades práticas, que acontecem unindo educadores, gestores, alunos e suas famílias. Esses são alguns dos diferenciais para que o processo de ensino aprendizagem seja mais eficiente e dinamizado, de modo criativo e significativo, proporcionando aos alunos formas de participação ativa na construção de seu próprio conhecimento, e aos professores e gestores, estratégias mais interessantes e prazerosas de condução de atividades pedagógicas. Por meio de políticas públicas e formação de uma rede de multiplicadores, garante-se ainda o processo de escala de parte dos serviços oferecidos a sociedade com a bandeira do “Juntos Construímos”.

As ações do Instituto no ano de 2017 contam com financiamentos de: Instituto Samuel Klein, Palmeirinha Ação Social, Machado Meyer Advogados, Tecnisa, OverSeas e Bank of América Merrill Lynch. Além deles, apoiadores pessoa física também realizam investimentos via leis de incentivo fiscal (Lei Rouanet).

No Ceará, o IBS já conta com o apoio de organizações como a Faculdades Nordeste – FANOR, Associação Caatinga, Instituto Beatriz e Lauro Fiuza - IBLF e a Social Brasilis, de Fortaleza. Os parceiros também estão em diferentes regiões do Brasil.
Atualmente, temos apoio de grandes referências em segmentos importantes para o desenvolvimento social como a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, além do reconhecimento da Rede Folha de Empreendedores Sócio Ambientais – Schwab Foundation for Social Entrepreneurship, entre outros.

SERVIÇO
Oficina de Mediação à Leitura – Contação de Histórias
Mediação: Comunidade Educativa – CEDAC (http://www.comunidadeeducativa.org.br/)
Data: 23 à 25 de maio
Horário: das 9h às 12h e das 14h às 17h
Local: Escola Desembargador Pedro de Queiroz – Beberibe/CE
Enviar

Deixe seu comentário: