terça-feira, 30 de maio de 2017

Junho no TJA: show de Paulinho Pedra Azul, aniversário do Theatro e apresentações selecionadas na Chamada de Ocupação Artística são destaque

O mês de junho no Theatro José de Alencar (TJA), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) será de comemorações, apresentações especias e novidades. Quem abre a programação mensal é o cantor e compositor mineiro Paulinho Pedra Azul, com show no palco principal, às 20h, logo no dia 1º de junho. O Theatro também será palco de circo, teatro e música, com os 77 projetos selecionados na Chamada de Ocupação Artística do TJA 2017, que se apresentam entre junho e dezembro deste ano. Ainda neste mês é tempo de comemorar os 107 anos do histórico equipamento cultural, com grande festa de São João no dia 17/6. Encerrando junho, o TJA recebe o festival de dança Fendafor, a partir do dia 28/6. Confira a programação completa no site da Secult: www.secult.ce.gov.br

A música de Paulinho Pedra Azul no TJA
Para abrir a programação do mês de junho, o Theatro José de Alencar (TJA), equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), recebe o show de Paulinho Pedra Azul, no dia 1º, às 20h. O cantor e compositor comemora 35 anos de carreira musical e fonográfica independente. Com um matulão cheio de pérolas, Paulinho voa leve e pousa em jardins férteis e frutíferos, onde haja ouvidos sensíveis para escutar seu canto. O show contará com a participação especial de David Duarte, Cainã Cavalcante e Clóvis Aguiar. 

Natural de Pedra Azul (Vale do Jequitinhonha/MG), Paulinho faz cerca 70 shows anuais, em todo Brasil, desde os templos sagrados da arte, como o Palácio das Artes (BH), Theatro Arthur Azevedo (São Luiz), Theatro da Paz (Belém), Theatro José de Alencar (Fortaleza), Teatro Alberto Maranhão (Natal), até os mais longínquos rincões deste chão continental. Também já se apresentou nos Estados Unidos, Europa e Cuba.

Chamada de Ocupação do TJA

A Chamada de Ocupação Artística do TJA 2017 selecionou, no mês de maio, 77 projetos de várias linguagens. De junho a dezembro deste ano, estão programadas atividades nos espaços do anexo, palco principal, foyer e calçada do Theatro José de Alencar. Confira as apresentações selecionadas via Chamada de Ocupação do TJA que se apresentam neste mês de junho. 

O espetáculo infantil "Roda de Palhaços" está em cartaz aos domingos, sempre às 16h, no Teatro Morro do Ouro, anexo do TJA. O espetáculo de rua com característica de circo mambembe, onde o picadeiro é montável, desmontável e carregado dentro da maleta dos palhaços, chega ao teatro. O repertório do espetáculo é extraído das vivências dos palhaços com circos, com entradas e reprises tradicionais de apresentações de circo e espetáculos mambembes. Ingressos: R$10,00 e R$5,00 (meia).

A esquete “Como ele mentiu para o marido dela”, de Hector Briones, está em cartaz aos sábados, também no Teatro Morro do Ouro, sempre às 19h. O espetáculo é a montagem de uma cena curta escrita pelo autor irlandês Bernard Shaw. Em atrito com este texto, que conta com uma estrutura dramática tradicional, a montagem opera com elementos característicos da pop art, assim como o exagero de emoções, citando a estilos teatrais como a do melodrama, entre outras referências que operam intertextualmente nesta cena curta. Ingressos: R$6,00 e R$3,00 (meia).

No dia 18/6, às 19h, no palco principal, a Companhia Íkarus de Artes Cênicas, de Jaguaribe-CE, apresenta o espetáculo “Altera – O outro Lado”. Através de um apurado jogo de luzes e sombras, a peça ganha a sua originalidade e conta a difícil experiência vivida por uma bela jovem, intensamente apaixonada e, fatalmente, “morta”. Evidencia um amor inabalável, que mesmo após a morte, suposto fim, busca incessantemente um reencontro, agarrando-se a lembranças. Entrada franca. 

Aniversário do TJA

No dia 17 de junho, o Theatro José de Alencar completa 107 anos. O momento será comemorado com uma intensa programação, com direito a uma festa de São João comandada por Marivalda Kariri. Junto à atividade, acontece a abertura da exposição "Iracema: Além do Ceará", às 19h, na Galeria Ramos Cotoco. A exposição, composta por 21 quadros bordados, inspirados na obra de José de Alencar é uma promoção do Grupo Iluminuras, em parceria com o TJA. O Grupo busca por meio da criação de imagens bordadas, realizar uma leitura interpretativa de obras literárias. Assim, pincel, tinta e pergaminho são substituídos por agulha, linha e tecido na revelação pictórica de um ato de ler cujo hábito e qualidade se tem em mente desenvolver e renovar. A programação completa do dia 17/6 será divulgada em breve.

Fendafor

Em 2017, o Festival Internacional de Dança de Fortaleza (Fendafor), acontece em três equipamentos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult):  Cineteatro São Luiz, Dragão do Mar e Theatro José de Alencar. De 27/6 a 8/7, serão diversas atividades como mostras, oficinas e debates sobre dança. O Fendafor (www.fendafor.com.br) foi criado em 2000 pela professora e coreógrafa Janne Ruth, juntamente com outras três professoras de dança cearenses. O Festival é realizado pela Instituição Grupo Bailarinos de Cristo Amor e Doações – BCAD, fundada em 1994 também por Janne Ruth, que, há mais de três décadas, trabalha com dança, em sua companhia homônima e a Escola de Ballet Janne Ruth que tem como direção artística sua filha Atenita Kaira. A Organização Geral do FENDAFOR têm palcos para todos os ritmos, seja amador ou profissional de qualquer modalidade e categoria. Entre seus objetivos está a reflexão sobre a Dança através do exercício teórico e prático, propiciando as relações entre formação continuada, formação acadêmica e formação informal, tendo como cenário a experiência intercultural de intercâmbio envolvendo professores, pesquisadores e estudiosos do Brasil e do exterior.

Circuito UFC de Arte

Outro destaque do mês é o Circuito UFC de Arte, que acontece no dia 9/6, a partir de 17h, promovido pela Universidade Federal do Ceará. A programação tem início com a abertura das Exposições dos projetos: Bolsa Arte Moda e Fotografia Tátil. Às 18h45, acontece abertura do evento no pátio do TJA, seguida da apresentação do Grupo de Teatro “Versos de Boca”  e do grupo de dança Oré Anacã, com o espetáculo “Entre Penas e Contas”, no palco principal.
 
Cursos e Oficinas

O Theatro José de Alencar também recebe oficinas durante o mês de junho, como a "Oficina de Figurino - Costumar designer vivencial", que acontece nas terças e quintas-feiras, a partir do dia 6/6, com a professora Cristina Fontenele Pessoa e participação de Wellington Costa e Iago Barreto. As inscrições vão até 2/6 e custam R$80,00 (mensal). O objetivo é a introdução e o desenvolvimento de técnicas básicas em design aplicado à indumentária com vivência cênica a partir das peças que compõem o acervo de figurino do Theatro José de Alencar.

Outra opção é o curso de Contação de Histórias da Escola de Narradores, que acontece nas terças-feiras de 18h30 às 21h30 e aos sábados de 14h às 18h. Informações Josy Correia 3038.2723/ 99809.6364 e pelo e-mail 
escoladenarradores@gmail.com.

Já oficina "Gambiarra Eletrônica Solidária" é ministrada pelo músico Eric Barbosa, nos dias 13 e 23 de junho, na Sala de Canto, anexo do TJA, de 14h às 17h. Gambiarra Tecnológica Solidária é um projeto de formação educacional que busca uma arrecadação de materiais eletroeletrônicos obsoletos com foco em reapropriação tecnológica; utilizando para diversos fins e possibilidades alternativas de criação de novos produtos artísticos, inventivos e inovadores. Eric Barbosa é compositor, educador, artista multimídia e produtor. Integrante do grupo Fóssil de música experimental. A atividade é aberta ao público.
Enviar

Deixe seu comentário: