quarta-feira, 17 de maio de 2017

SMART CITY LAGUNA: A primeira Cidade Inteligente Social do mundo traz um novo conceito de desenvolvimento urbano


Projeto piloto idealizado por startups italianas terá o Ceará como porta de entrada com um equipamento para 25 mil pessoas no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante
                
Tecnologia, sustentabilidade e mobilidade urbana em um só lugar. É o que propõe o projeto piloto desenvolvido pelo Grupo PLANET, formado por empresas Inglesas e Italianas, e que apostam no distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante, a 50 km da capital para construir a primeira cidade inteligente social do mundo (Smart City Laguna) com habitações sociais. Ao todo, serão investidos US$ 50 milhões e o projeto tem como objetivo ajudar a suprir o déficit habitacional do Pecém e ao mesmo tempo apresentar ao mundo um inédito modelo referencial para novas cidades, com expectativa e estrutura para comportar cerca de 25 mil habitantes da região, apontada por estudos como uma área de grande potencial e desenvolvimento do mundo.
Com capital próprio, o Grupo PLANET desenvolverá o complexo residencial, comercial e industrial imerso em tecnologia e baseado nos pilares de baixo custo, social e eco sustentabilidade. A SMART CITY LAGUNA, realizada pela SG Desenvolvimento, tem como inspiração outras cidades inteligentes já existentes pelo mundo, mas traz como diferencial o conceito social de investimento, garantindo financiamento por meio de projetos como o “Minha Casa Minha Vida” e custos acessíveis, diferente do estigma de alto padrão de empreendimentos em outros países, como os Emirados Árabes e a Índia. Em fase de conclusão de vendas da primeira etapa, que será entregue até dezembro de 2017, e na expectativa para iniciar a comercialização da segunda, a Smart City Laguna será concluída em dezembro de 2021.
De acordo com Susanna Marchionni, sócia da SG Desenvolvimento, o local escolhido para a construção do projeto é um celeiro de oportunidades de emprego, além de ter como objetivo ser referência para outros empreendimentos a serem desenvolvidos em outros municípios do Ceará e até mesmo em outros estados. “Sem dúvida alguma, o projeto vai provocar um despertar em todo o mercado imobiliário brasileiro, atingindo positivamente o poder público na forma de desenvolvimento das cidades. Sendo um projeto que já alcança uma certa visibilidade internacional, consequentemente conduzirá o estado do Ceará ao cenário urbano mundial”, afirma.
Sustentabilidade
Na sua essência conceitual, o projeto propõe o desenvolvimento e patrocínio de ações, bem como o implemento de tecnologias que estimulam e permitem, na medida do desenvolvimento habitacional do núcleo urbano, que a própria sociedade seja a propulsora da sustentabilidade nos quatro pilares de sustentação que o projeto preconiza para uma CIDADE INTELIGENTE SOCIAL: Pessoas; Planejamento Urbano e Arquitetura; Tecnologia e Serviços e Meio Ambiente. Tais aspectos fomentam a consciência e conduzem a gestão para necessária sustentabilidade econômica e, assim, possibilitar a viabilidade da sustentabilidade na forma mais ampla das expectativas.
Além disso, os moradores da Smart City vão poder contar com sistemas de aproveitamento das águas pluviais, serviços de mobilidade, coleta inteligente de resíduos, energia solar, monitoramento da qualidade do ar e da água, infraestrutura digital com Wi-fi grátis nas áreas institucionais da cidade, redes inteligentes de eletricidades e água, câmeras e sensores, totens interativos e iluminação pública inteligente. Já na questão alimentícia, a cidade contará com hortas compartilhadas e um aplicativo exclusivamente desenvolvido para os moradores com o propósito de gerar economia e qualidade de vida para todos.
Mobilidade Urbana
Ainda de acordo com Susanna Marchionni, todo o projeto urbanístico foi planejado para o presente e projetado para o futuro. “Dentro do projeto, contamos com um cinturão verde distribuído por todo empreendimento, implantação das vias públicas no sentido de proporcionar plena fluidez no trânsito, com ciclovias por todo empreendimento, além de calçadas largas com total acessibilidade, ligações domiciliares de água e esgoto já na área privativa dos lotes, drenagem profunda total, terraplanagem observando os mais altos padrões técnicos, pavimentação em piso de concreto intertravado com grau de resistência máxima”, explica.
Na área da arquitetura urbanística, a Smart City Laguna contará com áreas verdes em toda a extensão, locação de espaços institucionais observando um perímetro onde o morador esteja em média a 400 metros de distância, além de um projeto de fluidez e segurança no trânsito, com destaque para ciclovias em todo o equipamento.
Workshop de apresentação
Para explicar o conceito da Smart City Laguna, o Grupo Planet, responsável pela idealização do projeto, promove um workshop de apresentação para a sociedade e para os profissionais dos mais diversos campos. O evento acontecerá no dia 18 de maio, a partir das 15 horas, no Hotel Vila Galé. Na ocasião, também será lançada uma publicação especial que traz todo o projeto detalhado e o histórico de planejamento do equipamento.
Na ocasião, serão apresentados temas com consagrados nomes da área como a Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz, e o presidente da SINDUSCON-CE, André Montenegro. O propósito dos workshops é esclarecer a definição de uma Cidade Inteligente Social, explicando seus quatro pilares: Pessoas e Inclusão Social, Planejamento Urbano e Arquitetura, Tecnologia e Serviços, e Meio Ambiente. As inscrições são limitadas e começam a partir do dia 25 de abril de 2017 pelo e-mailhttp://www.smartcitylaguna.com.br/evento/.
Programação do Workshop
INÍCIO: COFFEE BREAKHORÁRIO: 15h00
LOCAL: Lobby do Índio
TEMA 01: SMART CITIESHORÁRIO: 15h30
DURAÇÃO: 40min
FORMATO: WORKSHOP
Facilitador: Arquiteta Antonella Marzi - Sócia Recs Architects
Abordagens: As smarts cities como o futuro no desenvolvimento de novas cidades
TEMA 02: APRESENTAÇÃO PLANETHORÁRIO: 16h15
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA / APRESENTAÇÃO
Facilitador: Giovanni Savio - Presidente Grupo PLANET
Abordagens: O que é uma Smart City Social? - Conceito PLANET - Aplicativo - Parceiros - A primeira praça inteligente da Itália
TEMA 03: SMART CITY LAGUNAHORÁRIO: 16h40
DURAÇÃO: 30min
FORMATO: PALESTRA / APRESENTAÇÃO / WORKSHOP
Facilitadores: Susanna Marchionni - Sócia SG Desenvolvimento e Rogério Cavalcante - Diretor Comercial SG Desenvolvimento
Abordagens: Diferenciais do empreendimento SMART CITY LAGUNA - LANÇAMENTO REVISTA PLANET - Avanços comerciais - Modelo de gestão comercial
TEMA 04: CONCEITO DE INOVAÇÃO EM FORTALEZA E SMART CITIESHORÁRIO: 17h15
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Águeda Muniz - Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza.
Abordagens: Conceito de inovação em Fortaleza e Smart Cities
TEMA 05: CONSTRUÇÕES E TECNOLOGIAS - OLÉ CASASHORÁRIO: 17h40
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA / TREINAMENTO / WORKSHOP
Facilitador: André Montenegro - Diretor da Olé Casas e da Morefácil e Presidente da SINDUSCON-CE
Abordagens: Apresentação Sistema Olé Casas, conceito de inovação na construção civil e parceria com a SMART CITY LAGUNA
TEMA 06: OBJETIVO PARCERIAS – TIMHORÁRIO: 18h05
DURAÇÃO: 15min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Sergio Moreira de Oliveira - Representante TIM
Abordagens: Novas tecnologias e inovações na conectividade
TEMA 07: OBJETIVO PARCERIAS – ENELHORÁRIO: 18h25
DURAÇÃO: 15min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Celso Luiz Mizerani - Representante ENEL
Abordagens: Novas tecnologias e inovações no setor elétrico
TEMA 08: PREFEITURA DE SÃO GONÇALO DO AMARANTEHORÁRIO: 18h45
DURAÇÃO: 20min
FORMATO: PALESTRA
Facilitador: Claudio Pinho - Prefeito
Abordagens: Projeto SMART CITY LAGUNA inserido no município de maior desenvolvimento econômico do Estado do Ceará
TEMA 09: LANÇAMENTO DO INSTITUTO - ABORDAGEM INSTITUCIONALHORÁRIO: 19h10
FORMATO: CERIMONIAL
Lançamento: LIVRO INFANTIL PLANET
Parceiros
A revolução smart tornará mais eficientes três áreas urbanas: a de energia em parceria com a empresa italiana Enel; de informação com o apoio de outra multinacional, a TIM; e a Social através do Instituto PLANET. Assim, a cidade contará com sinal de wi-fi gratuito nas áreas institucionais para os moradores locais e periféricos, iluminação pública controlada por sensores, programa de bicicletas e carros compartilhados, playground e redutores de velocidade que geram energia elétrica, biblioteca pública e sala de cinema, ou seja, tudo planejado para atender as necessidades da população sem que eles precisem se deslocar para uma cidade vizinha.
Aplicativo Planet:
Uma das principais inovações tecnológicas do empreendimento, o PLANET App é a ferramenta que vai promover as informações sobre os serviços da Smart City. Todos os moradores podem baixar o aplicativo gratuitamente no seu smartphone, personalizar o seu perfil de acordo com as suas exigências: consultar dados, monitorar gastos, consumos e utilizar serviços, como por exemplo, carros e bicicletas compartilhadas. Além disso, os usuários podem interagir com os demais moradores e manifestar opiniões a respeito dos serviços disponíveis.

Instituto Planet The Smart City
É uma entidade de caráter filantrópico sem fins lucrativos que nasceu da percepção de oferecer aos moradores da primeiraSmart City Social (Cidade Inteligente Social do mundo) um organismo com o compromisso e a responsabilidade social de nutrir e gerenciar, sem custos adicionais aos moradores, os projetos de interesse público, idealizados e desenvolvidos para a promoção dos QUATRO PILARES de sustentação de uma SMART CITY SOCIAL: pessoas, planejamento urbano e arquitetura, tecnologia e serviços e meio ambiente. Sua principal missão institucional é, portanto, atender às demandas voltadas para os serviços disponibilizados aos cidadãos e desenvolver meios de promover a integração social, ambiental e econômica em sua região de atuação.
Enviar

Deixe seu comentário: