quarta-feira, 31 de maio de 2017

TODAS AS MANHÃS DO MUNDO, DE LAWRENCE WAHBA, ESTREIA NESTA QUINTA-FEIRA, 1º DE JULHO, EM FORTALEZA NO CINÉPOLIS RIOMAR FORTALEZA

01


LAWRENCE WAHBA CONVOCA O SOL E A ÁGUA PARA REGISTRAR A VIDA NOS OCEANOS DO PLANETA NAS MANHÃS COTIDIANAS AO LONGO DE 4 ANOS E OFERECE UM DOCUMENTÁRIO INESQUECÍVEL

Chegou dos cearenses assistirem, na semana de 1º a 07 de junho, no Cinépolis RioMar Papicu, ao documentário TODAS AS MANHÃS DO MUNDO, considerada a maior produção sobre a natureza do cinema nacional Filmado ao longo de 44 semanas, 4 anos entre 2011 e 2015, revela como a vida na natureza resiste aos desmandos do homem mesclada a uma mensagem de otimismo para “crianças de todas as idades”. O documentário, feito em parceria entre a Fox Film do Brasil, Canal Azul e a produtora Bonne Pioche, vencedora de Oscar com o documentário A Marcha dos Pinguins (2006). Lawrence Wahba, 48, maior documentarista do País e vencedor diversos prêmios, e mais 12 cinegrafistas franceses e brasileiros captam imagens majestosas do mar de cinco continentes.

ENREDO
O Sol (voz de Aílton Graça) e a Água (voz de Letícia Sabatella), Pai e Mãe da vida na Terra, convidam para uma incrível jornada pelos amanheceres mais extraordinários do planeta e conhecer os desafios que os seres vivos enfrentam a cada dia: o despertar da mais longa das noites no Círculo Polar Ártico; a adaptação dos animais a terrível força do sol no Deserto da Baja Califórnia; a odisseia do Salmão contra as águas caudalosas e os predadores das florestas do Canadá; a Explosão de Vida nos Recifes da Indonésia; a Luta feroz entre Leões e Búfalos na Savana Africana e o impiedoso ciclo das águas no Pantanal, que se sobrepõe ao poder sobrenatural das Onças.

CINEMA DE ARTE/CINÉPOLIS RIOMAR FORTALEZA – SALA 10
EM EXIBIÇÃO – DE 1º A 07 DE JUNHO
DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA – 19h30
SÁBADOS E DOMINGOS – 14h

MAIS INFORMAÇÕES acesse – www.cinemadearte.com.br

02


OPINIÃO DA CRÍTICA

EQUIPES EM VÁRIOS CONTINENTES, ANOS DE PRODUÇÃO E TECNOLOGIA DE PONTA PODEM RESULTAR EM UMA SUPERPRODUÇÃO QUE, A CADA CENA, EVIDENCIA SEU CARÁTER GRANDIOSO. MAS TODO ESSE APARATO PODE TAMBÉM DAR ORIGEM A UM FILME SIMPLES E BELO. TODAS AS MANHÃS DO MUNDO SE ENQUADRA NESSA ÚLTIMA CATEGORIA. É SIMPLES SOBRETUDO PORQUE PARTE DE UM MOTE DE FÁCIL COMPREENSÃO
Naiff Haddad, Folha de SP


O DOCUMENTÁRIO PERMITE DIVERSOS NÍVEIS DE COMPREENSÃO, ABRANGENDO TANTO O PÚBLICO INFANTOJUVENIL QUANTO OS FÃS DO GÊNERO. A NARRATIVA LEVE E BEM HUMORADA TEM RIGOROSA CONSULTORIA CIENTÍFICA E ABORDA CONCEITOS DISTINTOS RELACIONADOS À PRESERVAÇÃO E À SUSTENTABILIDADE, COMO AQUECIMENTO GLOBAL, POLUIÇÃO E CADEIA ALIMENTAR, ENTRE OUTROS. TUDO DE FORMA LEVE E LÚDICA (...) PARA PESSOAS DE TODAS AS IDADES
Ana Duék, viajarverde.com.br

10


A PALAVRA DE LAWRENCE

SINTETIZA A MINHA CARREIRA PORQUE VAI POR DIFERENTES PAÍSES (...), DIVERSAS REGIÕES DO MUNDO. E SE ORIGINOU JUNTO COM UMA SÉRIE DE TV EXIBIDA NA NATIONAL GEOGRAFIC (...).O LONGA CONTA UMA HISTÓRIA À MEDIDA EM QUE O MUNDO VAI DANDO UMA VOLTA EM SEU EIXO E UMA NOVA MANHÃ VAI CHEGANDO, E O SOL E A ÁGUA, QUE SÃO O PAI E A MÃE DA VIDA NO PLANETA TERRA (...) VÃO FALANDO NUMA FORMA LÚDICA, DAS BELEZAS QUE AINDA EXISTEM E DA LUTA PELA VIDA. A MANHÃ ENTRA COMO UMA METÁFORA, UM NASCER DE UM NOVO CICLO, UM CICLO ONDE TALVEZ DE MAIS LUZ ONDE O SER HUMANO RESPEITE MAIS A NATUREZA. O GENTE MOSTRA UM LADO POSITIVO, DAS BELEZAS QUE AINDA EXISTEM...
Lawrence Wahba, cineasta


BRASIL-FRANÇA, 2016. Direção: LAWRENCE WABHA. Com Letícia Sabatella e Aílton Graça (vozes). 84 MINUTOS. Livre. 20th Century Fox.
Enviar

Deixe seu comentário: