terça-feira, 6 de junho de 2017

16 a 18/jun: Miriam FREELAND, Julia LEMMERTZ, Banda PIETÁ, FAUSTO Nilo na Caixa Cultural Fortaleza

Coletivo Chama, Thiago Amud e banda Pietá recebem, respectivamente, Miriam Freeland, Julia Lemmertz e Orã Figueiredo para as intervenções poéticas. Os debatedores são Oswald Barroso, José Inácio Vieira de Melo e Fausto Nilo.


A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 16 a 18 de junho de 2017, a série musical Nascente e Foz: mestres da literatura brasileira e a MPB contemporânea, que une shows, intervenções poéticas e debates para homenagear três grandes nomes da literatura nacional. A cada dia, músicos compositores contemporâneos dialogam com a obra de um grande poeta que tem influência em suas criações. As intervenções cênicas ficam a cargo de um ator convidado e, ao final de cada espetáculo, junta-se ao elenco um convidado para debater com o público a obra do homenageado.

Com direção cênica de Emílio de Mello, esta série musical busca contribuir para a formação de ouvintes para a nova música e leitores para grandes poetas brasileiros. Cada espetáculo tem um roteiro original que evidencia a relação de filiação entre o grupo musical e o autor homenageado no dia com o canto, a performance instrumental e as declamações de trechos de obras literárias.

No primeiro dia, 16 de junho, o Coletivo Chama e a atriz Miriam Freeland homenageiam Mário de Andrade e, em seguida, o elenco recebe o poeta, teatrólogo e jornalista Oswald Barroso para o debate. No dia 17, o homenageado é o escritor Jorge de Lima, levado à cena pelo músico Thiago Amud, com as intervenções poéticas da atriz Julia Lemmertz. Para o debate, o convidado é o poeta, jornalista e produtor cultural José Inácio Vieira de Melo. No terceiro e último dia, a obra em destaque é de Vinicius de Moraes, no espetáculo apresentado pelo grupo Pietá e o ator Orã Figueiredo. Na sequência, o compositor, poeta e arquiteto Fausto Nilo participa do debate com o elenco.

O projeto Nascente e foz surge num momento delicado da relação entre música popular e literatura no Brasil, em que o efêmero, o hipersimplificado e a reciclagem dos subprodutos da cultura de massa predominam no âmbito da música popular, mesmo daquela saudada pela crítica como “cult”. Indo na contramão dessa tendência, na medida em que trazem à baila questões humanas atemporais e cultivam notável artesania estética, Coletivo Chama, Thiago Amud e Pietá atualizam essa vocação dialógica entre música popular e literatura.

Músicos / compositores

Coletivo Chama - É, ao mesmo tempo, uma reunião de músicos, um núcleo de produção cultural e um grupo de reflexão e pesquisa sobre os caminhos da arte e da cultura no Brasil. Atua no âmbito de uma “estética da palavra”, com “domínio técnico pleno e delicadeza das formas”, como define Marcos Lacerda, doutor em Sociologia pela UERJ e diretor do Centro de Música da FUNARTE.

Thiago Amud - Compositor, arranjador, cantor e violonista, assina letra e música da maior parte de suas composições e é também parceiro de artistas como Guinga e Francis Hime. “Thiago Amud tem atitude vanguardista culta e excelente tratamento técnico”, afirma Caetano Veloso.

Banda Pietá - Formada pela cantora natalense Juliana Linhares e pelos músicos cariocas Frederico Demarca e Rafael Lorga, se destaca no cenário musical ancorada na voz arrebatadora de Juliana e nas composições de rara qualidade, assinadas por Rafael e Frederico, e também destes em parceria com nomes como Thiago Thiago de Melo (filho do poeta amazonense Thiago de Melo), Marcelo Fedrá e Renato Frazão.

Serviço:

MúsicaNascente e Foz: mestres da literatura brasileira e a MPB contemporânea
Local: CAIXA Cultural Fortaleza
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Data: 16 a 18 de junho de 2017
Dia 16: Homenagem a Mário de Andrade, com Coletivo Chama e atriz Miriam Freeland. Debate com Oswald Barroso e elenco.
Dia 17: Homenagem a Jorge de Lima, com músico Thiago Amud e atriz Julia Lemmertz. Debate com José Inácio Vieira de Melo e elenco.
Dia 18: Homenagem a Vinícius de Moraes, com banda Pietá e ator Orã Figueiredo. Debate com Fausto Nilo e elenco.
Horários: sexta-feira e sábado às 20h | domingo, às 19h
Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Classificação indicativa: Livre
Vendas a partir de 15/06, das 10h às 20h, na bilheteria do local (venda restrita a quatro ingressos por pessoa, sendo dois ingressos por sessão)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Serviço de manobrista gratuito no local 

Informações gerais | CAIXA Cultural Fortaleza:
(85) 3453-2770
Enviar

Deixe seu comentário: