sábado, 29 de julho de 2017

CCBNB Fortaleza recebe exposição interativa sobre a história da TV brasileira

A Seja Digital, entidade não governamental responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, inaugura neste sábado, 29, a “Vila Digital”. No espaço, localizado no Centro Cultural Banco do Nordeste, os visitantes viajarão no tempo, desde o início da TV brasileira, com transmissões em preto e branco, até os dias de hoje, com a qualidade de som e imagem da TV digital. Além da exposição, que acontece de 29 de julho a 2 de setembro, a Vila Digital também conta com um ambiente interativo que oferece atividades, experiências e jogos para todas as idades.

A iniciativa, com curadoria da PRÓ-TV, faz parte do trabalho desenvolvido pela Seja Digital para informar e conscientizar a população da região sobre o desligamento do sinal analógico de TV, que ocorre no dia 27 de setembro em Fortaleza e em outras 14 cidades em seu entorno. Após essa data, o sinal digital será a única forma de assistir à programação da TV aberta nessas localidades.

Na entrada da exposição, aparelhos de televisão antigos remontam a cada uma das décadas desde a primeira transmissão televisiva no Brasil. Ali, é possível assistir aos comerciais dos anos 50, aos musicais de auditórios dos anos 60, aos programas de humor dos anos 70, aos clássicos infantis dos anos 80, aos flashes esportivos dos anos 90 e a cenas que marcaram a dramaturgia dos anos 2000.

Entre as atividades interativas, características da era da TV digital, a exposição oferece um espaço para tirar fotos com montagens digitais de artistas e simular a apresentação de um programa no estúdio de TV. Quem tiver coragem, pode se arriscar no “Você é o show”. Diante de uma câmera, o visitante se torna cantor de reality show para os amigos. É só sacar o smartphone e compartilhar nas redes sociais o que estiver vendo e vivendo.

A última estação da Vila mostra que o futuro já chegou. É a convergência digital. Hoje, o mundo está conectado e na palma da nossa mão. O desligamento do sinal analógico de TV permitirá a expansão do sinal 4G em 700 MHz, uma das tecnologias mais avançadas do mundo, que permite a celulares, smartphones, laptops e tablets acessarem à internet com velocidades muito mais rápidas, principalmente em ambientes fechados. As pessoas e as cidades estarão ainda mais conectadas.

Papo de TV

No dia 29 de julho, a partir das 16 horas, a PRÓ-TV organiza a mesa redonda “Papo de TV” e traz a  discussão sobre o futuro da televisão em Fortaleza. Entre os convidados para a conversa, especialistas e profissionais do meio televisivo local estarão presentes, além da Diretora de Comunicação da Seja Digital, Patrícia Abreu.

Serviço:
Vila Digital
Local: Centro Cultural Banco do Nordeste
De 29/07 a 02/09. Terça a sábado, das 10h às 19h
Endereço: Rua Conde D'Eu, 560 Centro - Fortaleza
Entrada franca



Sobre o CCBNB Fortaleza
Inaugurado em julho de 1998, o Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza (CCBNB Fortaleza) já se firmou no cenário cultural da Região Nordeste. O equipamento trata a cultura como elemento de integração para o desenvolvimento e estabelece pontes entre os vários saberes. É também um espaço onde se permite experimentar a diversidade de conceitos e estilos por meio de uma programação gratuita e de qualidade. Mantendo sempre diálogo com a cidade, o Centro conta com uma programação voltada para artes cênicas, cinema, exposições, oficinas, seminários, música e programação educativa para todas as idades. É um lugar de encontro de vários públicos, que podem refletir livremente sobre a nossa cultura, em uma constante interlocução com produtores, artistas, instituições de arte e educação nos seus mais diversos âmbitos.
Sobre a Seja Digital
A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018. 
Enviar

Deixe seu comentário: