terça-feira, 4 de julho de 2017

Dona Zefinha e Evaldo Gouveia se apresentam no "Invocado que Só"

Dona Zefinha apresenta o show baseado no livro-CD “Invocado um jeito brasileiro de Ser musical”, de Flávio Paiva, no Cineteatro São Luiz com participação de Evaldo Gouveia

“Invocado que Só” é o mais recente espetáculo do grupo Dona Zefinha. Depois de se apresentar em São Paulo, Ibiapaba, Sobral, Itapipoca, eles voltam à Fortaleza, neste domingo, dia 9 de julho, no Cineteatro São Luiz, às 18 horas. Dentro do repertório, o grupo vai homenagear o compositor cearense Evaldo Gouveia que vai cantar algumas músicas com o grupo.  

“Invocado que só” é homônimo ao livro-CD “Invocado um jeito brasileiro de Ser musical”, de Flávio Paiva (Armazém da cultura – 2014), com ilustrações musicais de autores cearenses e gravações acústicas exclusivas de Dona Zefinha. Assim como o livro e o espetáculo, o disco, que contou com a produção musical do músico e produtor paulistano André Magalhães, traz um relicário da diversidade musical cearense, organizado dentro do conceito de “música Invocada”, com sons que vão de Abdoral Jamarcaru, Neo Pinel, a Luis Fidelis, Xerém, Petrúcio Maia e Evaldo Gouveia.

“É por isso que ter Evaldo no palco, cantando acompanhado da Dona Zefinha é uma emoção grande. É um encontro muito esperado por todos nós” explica Orlângelo Leal dramaturgo, compositor e um dos fundadores do grupo. No livro-CD e na turnê de “Invocado que Só”, a música “Alguém Me Disse”, de Evaldo Gouveia e Jair Amorim, já faz parte do repertório. 

A performance teatral, um traço marcante do grupo, se une a um repertório que diverte e, ao mesmo tempo, propõe uma reflexão ao público, a banda aproxima o som do batuque à música de câmara, passando pelas contribuições do maestro Alberto Nepomuceno, em uma verdadeira homenagem à cultura musical do nosso Estado.

O show “Invocado que só” conta com o apoio cultural do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria da Cultura – X Edital de Incentivo as Artes/2015 e Armazém da Cultura. Depois de Fortaleza, o espetáculo segue para o município de Independência, ainda em agosto de 2017.


Sobre Evaldo Gouveia
Natural de Iguatu, Evaldo Gouveia é um dos compositores cearenses mais gravados da MPB. Suas composições, que vão do bolero a música nordestina, já ganharam as vozes de Altemar Dutra, Nelson Gonçalves, Gal Costa, Maria Bethania, Maysa, Fagner, Ana Carolina, entre outros.

Na época dos grandes cantores do rádio, nos anos 40, ele participou do Trio Nagô e colocou a música cearense em destaque nacional. No Rio de Janeiro fez crescer sua carreira, e até a Portala se consagrou com versos dos sambas-enredos "Mundo Melhor de Pixinguinha" (1974) e "Mulher à Brasileira" (1978), ambos criados com seu grande parceiro Jair Amorim. Além de Jair, Fausto Nilo e Paulo César Pinheiro foram seus parceiros de composição. Hoje, aos 88 anos, Evaldo não perde a vontade e a alegria de subir ao palco e cantar. Em 2013, gravou o seu primeiro DVD ao vivo, em comemoração aos 80 anos de carreira.

Serviço – Espetáculo “Invocado que só” – Dona Zefinha e participação de Evaldo Gouveia
Data – 9 de julho, Domingo
Local – Cineteatro São Luiz | Rua Major Facundo, 500 - Fortaleza - Ceará
Horário - 18h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Ficha Técnica:
Cenomusical: 60 minutos
Direção Artística: Orlângelo Leal
Direção Musical: André Magalhães
Figurinos: Joélia Braga
Concepção/Argumento: Flávio Paiva/Orlângelo Leal

Elenco:
Orlângelo Leal (voz e guitarra), Ângelo Márcio (percussão e sax), Paulo Orlando (locução, percussão e voz), Joélia Braga (percussão e voz), Tamily Braga (vocal, violoncello e ukulelê), Samuel Furtado (rabeca, tuba, trombone e trompete), Joel Rocha (trombone, baixo e pífano), Maninho (bateria), Yago Fernando (piano, guitarra e sanfona), Vanildo Franco (pífano e percussão).

Enviar

Deixe seu comentário: