terça-feira, 1 de agosto de 2017

Projeto HEDONÊS chega a Fortaleza com um convite à intimidade e à dança para mulheres a partir dos 50 anos




Em circulação pelo nordeste brasileiro, o projeto artístico HEDONÊS chega a Fortaleza através do Prêmio Klauss Vianna 2015, da FUNARTE-MINC. O projeto das artistas Leticia Nabuco(RJ/MG) e Tatiana Devos Gentil(RJ) explora o universo do erotismo feminino na maturidade e promove duas ações: a exibição de uma vídeo-performance e uma oficina, questionando o espaço de prazer desejado pela mulher com mais de 50 anos. As atividades acontecerão entre os dias 09, 10 e 11 de agosto no Centro Cultural Banco do Nordeste – Fortaleza. O projeto já passou por Salvador/BA, Itacaré/BA e João Pessoa/PB.

A oficina trabalha com momentos de prática corporal, leitura de textos, exibição de vídeos e troca de experiências pessoais. Ao longo dos encontros,serão abordadas as possibilidades de transformar-se a partir de um ato de criação; a descoberta e invenção de éticas e estéticas alternativas às trazidas pela mídia massificada; a criação de um ambiente de autonomia, respeito, escuta e prazer.A oficina é gratuita e para mulheres a partir de 50 anos. As inscrições poderão ser feitas pelo e-mail hedonesoficina@gmail.com.

A vídeo-performance é composta por 09 vídeos exibidos simultaneamente em um mesmo espaço. Com duração de 18 minutos, o trabalho é concebido para ser experienciado por um pequeno público de 8 espectadores por sessão, o que reforça a sensação de intimidade, cumplicidade e troca. Sessões gratuitas na galeria do CCBNB, com classificação indicativa: 14 anos.

SINOPSE:
Hedonês é um convite à intimidade, uma dança, um ensaio sobre o erotismo. Qual é atualmente o espaço de prazer desejado pela mulher? O que lhes é permitido pela sociedade?Em Hedonêso erotismo é entendido e abordado de maneira ampla, que envolve também a sexualidade, mas não se resume a ela, trazendo relações com outros prazeres, com o crescimento, com a potência e com a vida. Tem como inspiração a deusa grega Hedonê (Volúpia, na mitologia romana), alegoria do prazer, fruto da união do deus Eros (Cupido, na mitologia romana, símbolo do amor) com a mortal Psiquê (que simboliza a alma).

A primeira ação do projeto foi a criaçãoda vídeo-performance com as mulheres participantes de uma oficina realizada em 2014 financiada com recursos da Funalfa/Prefeitura de Juiz de Fora, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura Murilo Mendes. A estreia do trabalho aconteceu no Diversão e Arte Espaço Cultural (Juiz de Fora/MG) em agosto de 2015. No mesmo ano, o projeto ganhou o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna para realização de uma circulação do trabalho em 2016 e 2017.

Tomando como base estudos que apontam a neofilia (obsessão patológica pelo que é novo, pela novidade) como uma das grandes questões que a sociedade contemporânea enfrenta, assim como o papel de objeto que a mídia vem cada vez mais ao longo dos anos reservando à figura feminina, a vídeo-performance levanta reflexões acercado tema na atualidade.
  
SOBRE AS ARTISTAS:
Leticia Nabuco - Trabalha como artista, pesquisadora e docente nas áreas da dança e performance, com incursões em teatro e vídeo. Se interessa especificamente pelo cruzamento de linguagens, questões políticas/corporais envolvidas nas relações dos diversos contextos onde atua ejogos de parceria e dependência com o público. É licenciada em dança pela Faculdade Angel Vianna (RJ) e pós-graduada em Sistema Laban/Bartenieff pela mesma instituição. Cursa atualmente a formação do Laban/Bartenieff Institute of Movement Studies, LIMS®(NY/EUA). Nasceu no Rio de Janeiro, mora e trabalha em Juiz de Fora/MG desde 2006, quando fundou na cidade o Diversão & Arte Espaço Cultural, espaço que investe na formação e transformações do cenário artístico local. Atualmente dirige com Juliana França o festival experimental de dança CAUSA .

Tatiana Devos Gentile - Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Artista visual, é licenciada em dança pela Faculdade Angel Viana (RJ), cursou cinema na Paris VIII (Paris, França) e Ciências Sociais no IFCS/UFRJ. Sua prática artística se caracteriza pelo trânsito entre essas linguagens. Foi residente da 5ª edição da Bolsa Pampulha em Belo Horizonte e do 47º Salão de Artes de PE. Participou da exposições coletivas: Bolsa Pampulha no MAP/BH com o trabalho “da memória dos outros”, 47º Salão de Artes no MAMAM, Recife com o trabalho Mire veja: Desenvolve a intervenção “Mire Veja: você dança pra mim?”, realizando-a em Recife, Olinda, São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Fortaleza, Itacaré, dentre outros.

A parceria entre as artistas existe desde 2004 e gerou os videodanças Flipbook e FF>> (produzido com recursos do Rumos Itaú cultural Dança 2006/2007), exibidos em diversos festivais no Brasil e em mais de 20 países.


FICHA TÉCNICA DO PROJETO
Direção: Leticia Nabuco
Concepção cênica: Leticia Nabuco e Tatiana Devos Gentile
Intérpretes: Angela Nabuco, Bia Berredo, Dasi Prem, Jacqueline Lopes, Maria das Dores de Souza, Marieta Bernardino,Marisa Maria Nunes, Nratyo Prem e Raquel Novelino
Vídeos
Gravação e concepção: Leticia Nabuco e Raíssa Ralola
Edição: Leticia Nabuco e Tatiana Devos Gentile
Finalização de imagem e som: Bruno dos Santos
Coordenação oficina: Leticia Nabuco e Tatiana Devos Gentile
Fotos: Bruno dos Santos, Leticia Nabuco
Realização: Diversão & Arte Espaço Cultural
Duração: 18 minutos
Classificação indicativa: 14 anos

Apoio: Centro Cultural Banco do Nordeste
Produção Local: Pavilhão da Magnólia
Este projeto foi contemplado pelo Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2015 

Mais informações:
Sobre as artistas:

SERVIÇO:
Oficina Hedonês
Dias 09, 10 e 11 de agosto de 2017, de 14h às 18h
CCBNB Fortaleza
(Rua: Conde d'Eu, 560 - Centro – Fortaleza)
Publico alvo: mulheres a partir de 50 anos
Inscrições: hedonesoficina@gmail.com
Entrada franca

Vídeo-performance Hedonês
(sessões para 08 espectadores)
11 de agosto de 2017
Manhã:10h, 10:30, 11h, 11:30
Tarde:14:30, 15h, 15:30, 16h, 16:30, 17h
Às 18h haverá um bate papo com as artistas em torno da temática do projeto.
CCBNB Fortaleza – Galeria Lateral
Classificação indicativa: 14 anos
Entrada franca 
Enviar

Deixe seu comentário: