sábado, 8 de julho de 2017

Sala de Concerto promove apresentação do Coral Infantil de Santana do Cariri nesta segunda-feira

Fazer o mapeamento dos pianos acústicos da região do Cariri e promover apresentações musicais estão entre as ações do projeto Sala de Concerto, vinculado à Pró-reitoria de Cultura (PROCULT) da Universidade Federal do Cariri (UFCA), e ligado ao curso de Música da mesma instituição. Nos próximos dias 10 e 11 de julho, segunda e terça, o projeto realizará, às 10h, mais um Recital do Sala de Concerto, no auditório do bloco amarelo, sala 89, no campus Juazeiro do Norte. As apresentações são gratuitas e abertas ao público.

No primeiro dia terá apresentação do Coral Infantil de Santana do Cariri, formado por 46 crianças e que recentemente se apresentou no 1º Festival de Música Santa Cecília, no município do coral. O segundo dia conta com a presença do pianista Thiago Callou e do músico barítono Rafael Laurindo.
Na apresentação do coral infantil, serão cantadas seis peças isoladas e mais cinco em alusão à cidade de Santana do Cariri e à menina Benigna Cardoso da Silva, considerada santa pela população. De acordo com relatos, Benigna nasceu na localidade do Sítio Oitis, distante poucos quilômetros da sede de Santana do Cariri. Em 1941, aos 13 anos, foi morta de forma trágica por um homem que a assediou. Como ela recusou o assédio, foi assassinada a golpes de facão. A menina passou a ser considerada santa pela população local depois de sua morte, por considerarem o gesto de coragem apesar da pouca idade. A fama de mártir espalhou-se, Benigna ganhou muitos devotos e hoje existem, inclusive, romarias em reverência a ela.

O recital faz parte de uma das ações do projeto Sala de Concerto, que, após as atividades de mapeamento dos pianos, percebeu a oportunidade de levar ao campus apresentações acústicas e intimistas, sempre com a presença do instrumento.

Mapeamento dos pianos
O projeto Sala de Concerto iniciou com o mapeamento dos pianos acústicos em outubro de 2014. Até o momento, foram catalogados mais de 50 instrumentos na região. A ideia surgiu a partir de uma conversa informal entre o coordenador e proponente do projeto, o professor do curso de Música Márcio Mattos, e amigos, que observaram a existência de muitos desses instrumentos espalhados em casas residenciais por toda a região, mas que, ainda assim, permanecem desconhecidos para muitas pessoas.
A partir disso, o professor sentiu a necessidade de fazer uma pesquisa sobre o assunto. O projeto então começou a ganhar corpo. Os envolvidos na pesquisa passaram a promover visitas às residências e entrevistas guiadas com os proprietários dos pianos. Nas visitas, são coletados registros sonoros, filmagem documental com informações históricas sobre o instrumento, além da realização de pequenos saraus no conforto de casa, dando a oportunidade a membros e convidados de tocar e conhecer a história de cada um desses instrumentos.
O primeiro recital foi realizado no dia 4 de outubro de 2014, na residência de Vera Tavares, em Crato. Em abril de 2015, o Sala de Concerto foi realizado na casa de Darrel Haworth e Jean Haworth, um casal de missionários americanos que influenciou a cultura do piano no Cariri, trazendo nove pianos para a região há mais de 40 anos, quando chegaram ao Ceará. Até o momento, foram realizadas oito edições.

Importância da pesquisa

De acordo com o professor Márcio Mattos, muitos instrumentos estavam em desuso em casas residenciais, servindo como móveis ou aparadores de porta-retrato, alguns encontravam-se desafinados ou em condições ruins, precisando de reparo. Márcio comenta que, através desse contato com o projeto, com as entrevistas e visitas, algumas pessoas voltaram a tocar seus instrumentos, outros já foram recuperados e voltaram a ser utilizados.
O Sala de Concerto permite, através das entrevistas que fazemos, estímulos para que o piano continue sendo usado, já que muito deles estão sendo usados somente como artefato decorativo” afirma Sara Massaki, estudante de Música, que atuou no projeto.

CEMUC
O Sala de Concerto é vinculado ao Centro de Estudos Musicais do Cariri (CEMUC), grupo de pesquisa criado em 2010 e cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O CEMUC abriga diversos projetos, ligado às Pró-reitorias de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação; de Cultura e de Extensão, criados com o objetivo de viabilizar a proposta geral do centro. Além do Sala de Concerto, existem mais dois projetos que promovem atividades em conjunto: Luthiers do Cariri e Mapeamus.
O objetivo do Centro de Estudos é identificar ambientes, registro de repertórios, instrumentos e manifestações culturais que tenham como objeto principal a música. O CEMUC prevê o estudo e reconhecimento das manifestações musicais caririenses, assim como os ambientes ou espaços, sejam eles formais ou informais, onde acontecem, de forma a identificá-los, catalogá-los e estudá-los.
Site oficial do CEMUC: http://www.cemuc.com.br/
Enviar

Deixe seu comentário: