sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cinesolar a magia do cinema ao interior do Ceará a partir desse sexta



Três cidades do Ceará recebem no mês de agosto o Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar. O projeto estará no dia 18 em Amontada; no dia 19 em Itarema e no dia 22 em Aracati. Nas três cidades a programação é intensa, com Oficinas de Cinema, das 14h às 17h, para jovens de escolas de escolas das regiões; exibição de premiados curtas metragens, das 18h às 18h45; apresentação às 18h45 de um grupo folclórico local e, a partir das 19h, do longa-metragem “O Milagre de Santa Luzia”, dirigido por Sérgio Roizenblit, uma viagem pelo Brasil que toca sanfona, conduzida por Dominguinhos, principal sanfoneiro vivo do País. A entrada é franca e aberta a todos. O projeto é realizado pela Brazucah Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e tem o patrocínio da CPFL Energia, com o apoio da CPFL Renováveis e do programa Raízes. O Cinesolar integra o Circuito CPFL, projeto do Instituto CPFL que promove as mais variadas manifestações culturais e artísticas pelo interior do País, sempre com entrada gratuita. Até o final de 2017, o  Circuito CPFL passará por 85 cidades em diversos estados do País.

Depois do Ceará, o projeto segue dias 24 e 25 de agosto para João Câmara e São Miguel do Gostoso, ambas no Rio Grande do Norte; para as cidades mineiras de Açucena, dia 14 de setembro, e Delfim Moreira, no dia 20 de setembro. Em outubro segue para cidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O Cinesolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público e telão com metragem de 200 polegadas (que são levados para fora para a montagem da “sala de cinema”), além de sistema de projeção e até um EcoDJ.  Quando chega aos locais de exibição (como periferia de grandes cidades, cidades do Interior, até mesmo sem luz elétrica; comunidades e aldeias indígenas), tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas. Nos eventos do Cinesolar haverá pipoqueiro, com pipoca gratuita, para que as pessoas possam ter uma experiência completa da ida a uma sessão de cinema.

           Oficina Solar
             Nas três cidades do Ceará acontece no período da tarde, das 14h às 17h, a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a jovens de escolas do município. Além de participarem de uma introdução ao audiovisual e de desenvolver um roteiro de cinema, durante a oficina esses jovens produzem um curta-metragem, que é exibido à noite, junto com os outros filmes da programação. 

             Exibição de Curtas e Longas
A programação é intensa: das 18h às 18h45, serão exibidos diversos curtas, entre eles os premiados “Procura-se”, “Pajerama”, “Caminho dos Gigantes” e “Até a China”, com a temática da sustentabilidade. Depois, das 18h45 às 19h acontecem apresentações de grupos folclóricos de cada região. Às 19h será exibido o já citado longa-metragem “O Milagre de Santa Luzia”, que traz uma viagem pelo Brasil que toca sanfona, conduzida por Dominguinhos, principal sanfoneiro vivo do País. A entrada é franca e aberta a todos.

Exposição tecnológica sustentável
Durante o evento acontece também a Eco Estúdio Solar - exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

           Sobre o Cinesolar
Desde o início das atividades, em 2013, o Cinesolar, em seus diversos circuitos, realizou 446 sessões e 130 oficinas em 242 cidades de “todo” o País, ultrapassando 70 mil espectadores. A economia de energia elétrica chega a 171 KW, equivalente a mais de três mil horas de uma geladeira ligada. Além de realizar sessões sustentáveis, as temáticas dos filmes trazem a sustentabilidade à tona.
             “O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, diz Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do projeto.
É a terceira vez que a CPFL apoia um circuito do Cinesolar, a primeira delas em 2014.  “Nos últimos dois anos, quando muito se falou sobre crise e dificuldades provocadas pela crise, conseguimos unir forças e superar obstáculos com criatividade, esforço, interação e inovação. Em parceria com o Cinesolar, levamos cinema e atividades de sustentabilidade a mais de 50 cidades do interior paulista. Esta programação acessível, democrática e de alta qualidade é marca do Instituto CPFL Cultura, e nela nos apoiamos para fazer de 2017 um ano ainda mais intenso e inspirador”, afirma Mário Mazzilli, diretor-superintendente do Instituto CPFL.
 
Enviar

Deixe seu comentário: