terça-feira, 8 de agosto de 2017

Prefeitura de Fortaleza apresenta novo plano para atendimento às crianças

O plano Unidade de Saúde Amiga da Criança vai beneficiar não apenas na fase da infância, mas para toda a vida

A Prefeitura de Fortaleza apresenta as diretrizes do plano Unidade de Saúde Amiga da Criança (USAC) durante o II Seminário Viva Criança. O evento ocorre nesta quarta-feira (9/8), às 9h, no auditório do Centro Universitário Christus, e terá como conferencista o professor e epidemiologista Cesar Victora, reconhecido internacionalmente por suas pesquisas na área de amamentação e nutrição materno infantil.

O plano desenvolvido pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) tem o objetivo de proporcionar um melhor acolhimento às crianças atendidas na Rede Municipal, implementando diretrizes e qualificando o serviço, por meio do selo de reconhecimento concedido aos postos de saúde que obtiverem bom desempenho no cuidado à criança, de zero a dois anos de vida.

Para receber o selo, as unidades precisam atingir títulos, que têm por base o atendimento mínimo de 70% das crianças do seu território, na faixa etária de zero a dois anos. Os títulos serão concedidos da seguinte forma: Criança nota 10, quando a unidade obter a média de atendimento na faixa etária até 6 meses; Criança nota 100, de 6 meses a 1 ano; e Criança nota 1000, quando atingir a meta de 1 a 2 anos.

O selo tem o objetivo ainda de fortalecer as ações de Puericultura dentro das unidades de atenção primária em saúde na Capital, estimular o exercício da cidadania por parte dos pais e cuidadores de crianças dentro da faixa etária pré-natal até 24 meses de vida e lançar um “desafio” para os postos e pais em obterem um padrão de excelência no cuidado com as crianças. O plano Unidade Saúde Amiga da Criança constitui-se, ao lado do Programa Cresça com Seu Filho e do Programa Fortaleza 2040, como um dos três pilares que alicerçam a cidadania desde a infância.

Para a assessora técnica da saúde da criança e do adolescente da SMS, a pediatra Vera Regina Apoliano, a implementação do plano Unidade de Saúde Amiga da Criança vai beneficiar não apenas na fase da infância, mas, para toda a vida. "As experiências vivenciadas nos primeiros anos de vida de um indivíduo têm um impacto duradouro sobre a aprendizagem, o comportamento e a saúde futuros”, destacou. 

A coordenadora de Políticas e Organização das Redes de Atenção à Saúde (Copas) da SMS, Anamaria Cavalcante, reforça a importância de trabalhar a primeira fase de aprendizado da criança. “As intervenções positivas realizadas nessa faixa etária, tais como o incentivo ao aleitamento materno, nutrição adequada, estímulos apropriados para o desenvolvimento infantil, formação de vínculos afetivos saudáveis favorecem que o individuo desenvolva uma base de saúde física e emocional forte que se desdobrará em sua qualidade de vida no futuro. O benefício dessas ações se refletirá positivamente em todas as dimensões sociais", complementa a coordenadora. 

Para atualizar os conhecimentos dos profissionais da rede municipal sobre o plano, a SMS sensibilizará as equipes de estratégia saúde da família (ESF) e pediatras, durante os meses de agosto e setembro, totalizando 240 participantes. Os profissionais serão os multiplicadores do conhecimento em suas unidades na implementação e revitalização da Nova Puericultura.

Palestrante
Cesar Victora é epidemiologista, professor da Universidade de Pelotas, do Rio Grande do Sul (RS), e responsável por pesquisas de reconhecimento internacional, na área de amamentação e nutrição materno infantil. Seus estudos resultaram na origem das curvas de crescimento da Organização Mundial da Saúde (OMS), adotadas hoje em mais de 140 países. Desenvolveu ainda pesquisas que forneceram evidências de associação entre amamentação prolongada e níveis de QI, escolaridade e renda aos 30 anos.
Enviar

Deixe seu comentário: