domingo, 27 de agosto de 2017

Programa do Hospital de Messejana ajuda no combate ao fumo

alt


29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo. E para debater e orientar sobre os males do tabagismo, na segunda-feira, 28, a partir das 8h30min, o Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), do Governo do Ceará, fará uma programação especial, como palestra educativa, entrega de diplomas para quem está há um ano sem fumar e inscrições para o Programa de Controle do Tabagismo do HM. São 100 vagas disponíveis para o programa.

Na quinta-feira, 31, haverá palestra e debate sobre “As novas ondas do consumo do tabaco”. “Vamos iniciar a semana com atividades especiais para mobilizar e conscientizar ainda mais as pessoas sobre os perigos que o cigarro pode causar”, diz a pneumologista Penha Uchôa, coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo do HM.

O Hospital de Messejana é referência no tratamento de fumantes. Há 15 anos, através do Programa de Controle do Tabagismo, centenas de pessoas são orientadas e acompanhadas na luta contra o vício pelo cigarro. Os pacientes são atendidos por uma equipe de profissionais especializados como médicos, enfermeiras e assistentes sociais. O programa já atendeu mais de 3 mil pacientes, sendo o primeiro tratamento público com distribuição gratuita de medicação para aliviar os sintomas da abstinência.

Tratamento

Uma vez na semana, às terças-feiras, no período da tarde, a técnica de contabilidade Delma Dantas, 63, participa das reuniões do Programa de Controle ao Tabagismo do Hospital de Messejana. Em média, e ela fumava 15 cigarros por dia. Foram mais de 40 anos fumando. Há quatro meses, Delma decidiu que mudaria de vida e deixaria o cigarro. "Eu tinha muita vontade de parar de fumar, mas não conseguia. O cigarro me trouxe grandes prejuízos. Acabei me separando do meu marido e, além disso, meus filhos também reclamavam muito", revela.

Hoje, com a ajuda dos profissionais do Hospital de Messejana, uso de adesivos e medicamentos, Delma confessa que já conseguiu parar de fumar e tudo melhorou. “A relação com os filhos está bem melhor e minha saúde é outra. Tenho mais disposição, estou praticando atividades físicas, coisa que eu não fazia de jeito nenhum. Eu corro, faço treinamento funcional e já estou começando a ter aulas de dança. Isso é maravilhoso. Estou me amando", comemora.


alt


Histórias emocionantes como a de Delma são compartilhadas em todas as reuniões do Programa de Controle do Tabagismo do HM. “A gente se sente muito feliz de estar aqui realizando esse trabalho, ouvindo essas histórias, podendo contribuir com a qualidade de vida dessas pessoas. Não estamos aqui para criticar e nem julgar ninguém, tudo o que queremos é orientar e acolher quem deseja parar de fumar", afirma a cardiologista Ana Maria Dantas.

A pneumologista Penha Uchoa, coordenadora do Programa, destaca que esse trabalho transcendeu a questão assistencial e passou a englobar a área da educação. “Somos referência e recebemos outras instituições de saúde que buscam capacitação com o intuito de iniciarem programas como o nosso em suas unidades. Nesse momento, estamos levando capacitação para diversas unidades de saúde do município”, conta.

O tratamento realizado no Hospital de Messejana é modelo a ser seguido por outras unidades já que a taxa de abstinência tabágica é de 50% em um ano. O paciente que ingressa no programa passa por triagem médica e psicológica, onde são avaliadas a saúde e a motivação para deixar de fumar. Depois dessa avaliação, começa a fazer parte do grupo.


Programação

28 de agosto, 8h30 às 12h
Palestra “O cuidado de si: transformação do sujeito na hora de parar de fumar”, Jorge Montenegro,  médico acupunturista
Inscrição para 100 vagas de tratamento do fumante no Programa de Controle do Tabagismo do HM
Medida de CO para todos pacientes: espirometria e teste de qualidade de vida
Técnicas de respiração da Medicina Tradicional Chinesa para controlar ansiedade e fissura para parar de fumar
Entrega dos diplomas de cessação tabágica
Exposição itinerante “O controle do tabaco no Brasil: uma trajetória”

31 de agosto, 14 às 17h
Local: Auditório A
Palestra “A problemática da venda de cigarros avulsos”, com Glória Maria de Oliveira Latuf, especialista em Regulação e Vigilância Sanitária (Anvisa), e Penha Uchoa, pneumologista e coordenadora do Programa de Controle do Tabagismo do HM
Debate sobre “Novas ondas do consumo do tabaco: aditivos em produtos do tabaco, cigarros eletrônico e narguilé”

Mais informações com o Programa de Controle do Tabagismo do Hospital de Messejana: (85) 3101-4062.

Serviço:
Dia Nacional de Combate ao Fumo
Dia: 28 de agosto de 2017 (segunda-feira) e 31 de agosto (quinta-feira)
Local: Hospital de Messejana – Av. Frei Cirilo, 3480, Messejana
Enviar

Deixe seu comentário: