quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Agenda cultural - TJA vem nesta semana com programação bastante diversificada para quem pretende curtir o feriado prolongado em Fortaleza

O Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), traz uma semana repleta de atrações para quem pretende curtir o feriado prolongado em Fortaleza. Tem a festa de encerramento dos Cursos de Produção de Eventos, realizado pela Quitanda das Artes, na quinta-feira, 7/9, às 18h.  Na Sexta-feira, 8/9, o teatro reabre com a visita guiada das 9h às 17h. Na sequência, a Praça Pedro Boca Rica recebe o show musical “A Vibe-Caravana do Sertão”, com vibrações que envolvendo todos numa festa bem temperada com coentro, cebola e salsa, garantindo a união, o movimento e interação entre pessoas tocando, dançando, se divertindo, criando e recriando. Ingressos a R$12 e R$6 (meia).

No palco principal, às 19h, desta sexta-feira, 8/9, ocorre a estreia de “Trinta e Duas”, espetáculo de Conclusão do Curso Princípios Básicos de Teatro, com a Direção de Neidinha Castelo Branco. A peça nos conta a história de duas mulheres, Marly e Eunice, que seguem como retas paralelas trilhando caminhos que nos levam a uma jornada pela memória da resistência marginal de Fortaleza. Nele, existe um passado que se recusa a ser passado, em que a fartura da elite fortalezense, nos anos 30, contrasta com a seca que se alastrou no interior do Ceará, e o poder esmagador da especulação imobiliária contemporânea enfrenta uma comunidade resistente à beira do trilho. O espetáculo pode ser conferido nesta sexta-feira (8/9), às 19h, e também no sábado e domingo, dias 9 e 10/9, às 17h e às 19h. Ingressos à venda na Bilheteria do TJA, ao preço de R$10 e 5 (meia).

Teatro, dança e música integram a programação do final de semana
Escolhido como Melhor Direção e Melhor Ator no Festival nacional de Guaçuí, em 2016, o espetáculo 2 PERDIDOS NUMA NOITE SUJA, de Plínio Marcos, volta em curta temporada ao Theatro José de Alencar, nos dias 9 e 10/9, sempre às 19h. Em cena, dois miseráveis desprezados que ganham o sustento no mercado carregando e descarregando os caminhões, e que à noite sublocam uma pocilga de um sórdido quarto de quinta categoria. Tonho e Paco vivem vários conflitos desde das primeiras cenas. Os celebres marginalizados e esquecidos, no decorrer da peça, mostram suas vísceras com agressividade e violência. Tonho, o trabalhador que sonha em conseguir um emprego porque estudou e fez colegial. Paco já faz o tipo mais subvertido, o anarquista dos padrões sociais imposto pelo sistema capitalista. As personagens discutem sobre suas vidas, trabalho e perspectivas, mantendo uma relação conflituosa. O tema da marginalidade permeia todo o texto. Os ingressos estão à venda na bilheteria ao preço de R$ 20 (Inteira) e R$ 10 (meia).

Quem também traz programação de dança e teatro, é o  Morro do Ouro, teatro anexo ao TJA, que neste sábado, 9/9, às 19h, apresenta os espetáculos "Antes Só" e "Do Que Não Foi Feito Pra Durar" repertórios do “Um coletivo só” de dança-teatro, núcleo artístico de jovens da Dança Contemporânea e do Teatro de Fortaleza, criado em 2015.

No Domingo, 10/9, das 14h às 17h, o TJA abre as portas no começo da tarde para as visitas guiadas. Às 17h, no Foyer, ocorre o projeto “Sala de Concerto”, com a apresentação dos músicos Thiago Almeida, Tito Freitas e Carlinhos Patriolino. Os ingressos estão à venda na Bilheteria do R$ 20 e R$ 10. No palco, três dos mais importantes músicos da cena instrumental cearenses, com carreiras bem consolidadas em âmbito nacional e internacional, juntos para um espetáculo em única apresentação. Piano acústico, teclado e bandolim serão os anfitriões da caminhada pela história desses grandes músicos que mostram neste espetáculo músicas de suas carreiras e também músicas inéditas, compostas em trio especialmente para este dia.

Toda a programação do equipamento encontra-se disponível no site da secult: www.secult.ce.gov.br

Enviar

Deixe seu comentário: