quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Cine Boró é único na região selecionado no Circuito Difusão da 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos


Quatro anos de atividades e mais de 1,5 mil espectadores. Estes números apresentam o projeto de cineclube "Cine Boró", mantido pela Associação Filhos e Amigos de Icó [AMICÓ] desde 2013, e que retoma as atividades em 2017 com uma boa notícia.

Divulgado esta semana no site oficial da 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, o projeto audiovisual icoense foi o único nas regiões Centro-Sul / Vale do Salgado cearense a ser escolhido para ser um ponto de exibição do Circuito Difusão da Mostra Nacional, que já passou nas capitais brasileiras. 

No Ceará, apenas 19 pontos culturais foram selecionados e as exibições devem acontecer entre neste mês de setembro e outubro próximo, de forma gratuita.

Esta é a terceira vez que o projeto de cineclube "Cine Boró" participa da Mostra Cinema e Direitos Humanos, sendo contemplado no Circuito Difusão em 2015 e 2016. A proposta do Circuito Difusão é ampliar o alcance da Mostra  e levar cultura e debate sobre Direitos Humanos para locais em que a oferta de bens culturais é escassa.

DIREITOS HUMANOS - A Mostra foi criada em 2006 como uma das ações da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) para celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos e realização do extinto Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, em parceria com o Ministério da Cultura.

A Mostra Cinema e Direitos Humanos é uma iniciativa de promoção da cultura e da educação em direitos humanos que visa a formação de uma nova mentalidade coletiva para o exercício da solidariedade e do respeito às diversidades. A Mostra dedica-se a apresentar obras audiovisuais que discutem temas atuais de Direitos Humanos. 

Realizada pelo Ministério dos Direitos Humanos com produção do Instituto Cultura em Movimento, e patrocínio da Petrobras e do Itaú, o circuito principal da 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos aconteceu entre os meses de maio e junho de 2017 em todas as capitais do país.

CINE BORÓ - O Projeto "Cine Boró" é gratuito e teve início no dia 27 de julho de 2013. Criado pela Associação Filhos e Amigos de Icó (Amicó), o cineclube tem o lema "O Cinema em Debate" e homenageia Francisco Ferreira da Silva (in memoriam), que ficou conhecido popularmente por "Boró" e foi pioneiro no incentivo e fomento do Cinema em Icó em locais fixos e itinerantes em décadas passadas. 

O cineclube foi selecionado para participar do "Democratizando" da 9ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos, em 2015; do projeto "Última Sessão", em 2015; da 14ª Mostra do Filme Livre (MFL), em 2015; do Circuito Difusão da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, em 2016; da 15ª Mostra do Filme Livre (MFL), em 2016; e ter a exibição do longa-metragem Sopro (MG), em 2016.

Ao final das exibições, são realizados debates entre os presentes sobre os filmes apresentadas. Desde o seu surgimento, mobilizou cerca de 1,5 mil pessoas que assistiram películas nas antigas sedes do espaço, na Sala Poeta José de Oliveira Neto [na Rua do Meio, a General Piragibe, e Travessa Lau Pereira], em escolas estaduais (CERE, CEJA Ana Vieira e EEEP Dep. José Walfrido Monteiro) e no Festival da Cultura Icoense - ICOZEIRO.
Enviar

Deixe seu comentário: