segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Conselhos das profissões de saúde no Ceará realizam ato público contra expansão da graduação da área em EAD


Os Conselhos profissionais da área de saúde no Ceará lançam nesta terça-feira (26/09) um alerta sobre a expansão da graduação em saúde na modalidade EAD, durante uma manhã de serviços gratuitos no Mercado São Sebastião, Centro de Fortaleza. Na ocasião, a população também terá acesso a diversos serviços, como aferição de pressão arterial, teste de glicemia e uso racional de medicamentos.

Farmacêuticos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas vão dialogar com a sociedade quantos aos riscos de uma graduação na saúde sem práticas laboratoriais ou em unidades fixas ou móveis - tais como postos de unidades de atenção primária e hospitais de todos os níveis de complexidade, por exemplo - que a modalidade de ensino a distância não contempla na formação profissional.

O alerta é voltado para toda a sociedade, desde os usuários do Sistema Único de Saúde aos clientes de planos de saúde e da rede privada de atenção à saúde. 

O ato público ocorre em meio à expansão rápida e impensada da formação EAD na área de saúde. Só em junho de 2017, o Ministério da Educação autorizou a criação de 435 mil novas vagas na modalidade. Na área de Farmácia, por exemplo, foram autorizadas mais de 19 mil vagas.

COMISSÃO DE ENFRENTAMENTO AO EAD NA SAÚDE - O ato público contra a expansão da formação em saúde na modalidade EAD é uma das primeiras ações de uma comissão de enfretamento aos cursos de graduação na modalidade, que surgiu após iniciativa do Conselho Regional de Farmácia do Ceará e articulada por outros conselhos profissionais da área de saúde, apoiados pela Comissão de Saúde da OAB-CE,  Associação Brasileira de Ensino Farmacêutico (ABEF) e Conselho Nacional de Saúde. Além do CRFCE, a comissão reúne Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (COREN-CE) e Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Sexta Região do Ceará (CREFITO).

Outras ações do grupo devem ser realizadas ainda este semestre, como debate no Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza (CMSF) e Conselho Estadual de Saúde do Ceará (CESAU-CE), além de audiências públicas na Assembleia Legislativa do Ceará e na Câmara de Vereadores de Fortaleza.

:: Alerta contra a expansão da formação em saúde na modalidade EAD 

Local: Mercado São Sebastião (Rua Clarindo de Queiroz, 1745, Fortaleza)                     

Data: 26 de setembro de 2017


Horário:  8h às 12h
Enviar

Deixe seu comentário: