quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Esporte - Com experiência no futebol cearense, João Ricardo quer manter ótimo retrospecto diante do Ceará para América Mineiro seguir líder da Série B

Aos 29 anos, o goleiro João Ricardo vive um dos melhores momentos da carreira defendendo a meta do América Mineiro. Ele atuou em todos os minutos do Coelho, líder da Série B, e é o arqueiro menos vazado da competição com 15 gols sofridos em 23 rodadas.

Nesta sexta-feira, João Ricardo e seus companheiros terão um dos compromissos mais difíceis da Série B. A equipe comandada por Enderson Moreira irá enfrentar o Ceará, às 21h30, no estádio Castelão. Os cearenses estão em quinto lugar da segundona. Com passagem pelo Icasa em 2013, João Ricardo reconhece a força do rival. “Já atuei no futebol cearense e sei da potência que é o Ceará, não apenas no estado, mas em todo o Nordeste. É sempre muito difícil jogar na casa deles, clima quente, torcida que empurrando e eles estão embalados”, analisou o goleiro titular do América, que no próximo sábado completará três anos de sua estreia pelo Coelho.

Um fato que deixa João Ricardo bastante confiante para o compromisso contra o Ceará é o retrospecto positivo dele pelo América Mineiro enfrentando o Vovô. Em seis jogos, o arqueiro teve apenas uma derrota e em 2015 sacramentou o acesso à Série A, justamente com um empate diante do Ceará. “Muito bacana esse retrospecto que eu tenho contra eles, principalmente pela força que o Ceará tem. Será mais uma partida difícil, de times que estão brigando pela parte de cima da tabela. Não podemos apenas defender, precisamos contra-atacar. Acredito num jogo com poucas oportunidades. Espero que possamos ser mais eficientes nessas chances criadas para voltarmos ao estado de Minas Gerais ainda líderes da competição”, avaliou o arqueiro.

Em relação a boa fase e o fato de ser o goleiro menos vazado da Série B, João Ricardo divide os méritos com os companheiros. “Primeiro fico contente pela regularidade que estou tendo na competição, de ter atuado todos os jogos. Isso é fruto de muito trabalho. Tenho me cuidado para não ter lesão. Feliz também por ser o goleiro menos vazado, mas divido os méritos com os meus companheiros. O América tem um time compacto, levamos poucos sustos, mas quando tenho que ser exigido estou sempre preparado para defender”, concluiu.


Foto: Divulgação/América Mineiro 
Enviar

Deixe seu comentário: