terça-feira, 5 de setembro de 2017

Fortaleza será a quinta capital brasileira a contar com o sinal de TV aberta 100% digital


Sinal analógico de TV já foi desligado em mais de 90 cidades brasileiras. Em 27 de setembro, será a vez de Fortaleza e outros 23 municípios do Ceará

A migração do sinal de TV aberta, do analógico para o digital, já começou no Brasil. Até o fim de 2018 mais de 1,3 mil cidades receberão exclusivamente o sinal digital, com qualidade de imagem e som de cinema. Neste momento, é a vez de Fortaleza e 23 cidades do Ceará se prepararem para a nova era televisiva e a Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo processo de migração do sinal de TV no País, está desenvolvendo diversas ações para informar e mobilizar toda a população a respeito da mudança, que ocorrerá no dia 27 de setembro.

“Nosso trabalho visa, principalmente, levar informação e orientar toda a população para que esteja preparada até a data do desligamento”, explica Vejuse Oliveira, gerente regional da Seja Digital. A digitalização segue um cronograma estabelecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e vem sendo cumprido conforme o estipulado. “Por isso, recomendamos a todos que não deixem para se adaptar na última hora e correr o risco de ficar sem assistir à programação da TV após o dia 27 de setembro”, esclarece.  A entidade foi responsável pela digitalização de outros 93 municípios brasileiros, entre eles Rio Verde (GO), Brasília (DF), São Paulo (SP), Goiânia (GO) e Recife (PE). Todas essas localidades contam apenas com o sinal digital como forma de assistir TV.

Recife, um bom exemplo – Na cidade de Recife (PE) e nas outras 13 cidades da região metropolitana, o desligamento do sinal analógico de TV aconteceu na data prevista, 26 de julho de 2017. Uma pesquisa de aferição realizada pelo Ibope identificou que 92% dos mais de 1 milhão de lares da região já estavam preparados para receber o sinal digital na data. O índice mínimo exigido pelo MCTIC para que seja autorizado o desligamento é 90%. Com isso, a região metropolitana de Recife se tornou a primeira região do nordeste brasileiro a contar com o sinal da TV aberta 100% digital.

Distribuição de kits – Famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal podem retirar gratuitamente um kit com antena digital e conversor com controle remoto. Com esses equipamentos instalados, até mesmo os televisores mais antigos poderão receber a qualidade digital de imagem e som.

Considerando as 93 cidades das regiões de Rio Verde (GO), Brasília (DF), São Paulo (SP), Goiânia (GO) E Recife (PE), que já tiveram o sinal desligado, e os 108 municípios que compõem as regiões de Fortaleza (CE), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES) e Belo Horizonte (BH), onde o trabalho de distribuição está sendo desenvolvido nesse momento, já foram entregues mais de 4 milhões de kits. Nas cidades da região de Fortaleza, mais de 770 mil kits estão disponíveis para as famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal.

Para saber se tem direito ao kit, as famílias inscritas em programas sociais do Governo Federam devem acessar o site sejadigital.com.br ou ligar gratuitamente para 147, com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. Nesses canais de comunicação, também é possível realizar o agendamento, escolhendo o melhor dia, horário e local para retirar os equipamentos que dão acesso ao sinal digital. 

Sobre a Seja Digital
A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.
Enviar

Deixe seu comentário: