sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Justiça do Trabalho homologa acordo entre Bradesco e grupo de bancários

Um grupo de doze bancários realizou acordo com o Bradesco para garantir participação no Plano de Desligamento Voluntário Especial (PDVE) da empresa, em troca de renunciarem às ações de reintegração que moviam contra o banco. A audiência de conciliação, homologada pelo desembargador Antonio Parente, ocorreu nesta quarta-feira (30/8), na sede do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, em Fortaleza, e pôs fim a processos que tramitavam há 10 anos.

Os bancários eram funcionários do Banco do Estado do Ceará (BEC) quando o Bradesco comprou a estatal no ano de 2005. Os trabalhadores, hoje aposentados, moviam ações individuais na Justiça trabalhista requerendo estabilidade provisória e direito a reintegração. Com o acordo realizado, eles abrem mão desses direitos, encerrando suas disputas judiciais. Em contrapartida, os empregados ficam incluídos como beneficiários do PDVE do banco.
Trabalhadores no momento da assinatura da ata de audiência de conciliação
Trabalhadores no momento da assinatura da ata de audiência de conciliação

Segundo Luís Eduardo Barbosa da Silva, um dos trabalhadores que assinaram o acordo, a conciliação com o banco representou a saída mais vantajosa para o caso. "Minha ação contra o Bradesco estava sob liminar, o que é uma situação incerta. Com o acordo, não vou ganhar tudo o que eu julgava merecer, mas agora não corro o risco de sair de mãos abanando e vou ter garantida uma aposentadoria sem passar por necessidade financeira", avalia o aposentado.
A audiência foi promovida pelo Núcleo de Conciliação da Segunda Instância do TRT/CE e foi acompanhada por advogados do Sindicato dos Bancários do Ceará e do Bradesco.
Enviar

Deixe seu comentário: