domingo, 17 de setembro de 2017

Maracanaú. Estudantes da Escola Municipal Manoel Róseo Landim são classificados para 2ª fase da X Olimpíada Brasileira de Química Júnior

Os estudantes da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Manoel Róseo Landim foram aprovados para a segunda fase da X Olimpíada Brasileira de Química Júnior - OBQJr. As alunas Leticia Freitas da Rocha, Maria Iohana de Oliveira Santos e o aluno Alisson Pereira da Costa são estudantes do 9º ano e participarão da 2ª fase no dia 23 de setembro.

João Paulo Silva de Lima, professor de Ciências da escola, inscreveu os alunos e adaptou o conteúdo do livro de ciências do 9º ano para que a turma participasse desta olimpíada. No início houve resistência dos alunos, mas o professor conseguiu convencê-los sobre a importância de integrar-se nesta olimpíada. “Eu conversei com a turma e destaquei a relevância para que eles participassem, para que no ensino médio, eles cheguem com um conhecimento prévio da disciplina de Química” – contou.

Para a gestora geral da escola, Socorro Freitas, é uma alegria ter alunos dedicados e que representam o município de Maracanaú nesta Olimpíada. Ela ressalta o trabalho do professor de Ciências. “Quero destacar a atuação e o incentivo que ele deu a turma para que eles se dedicassem e conseguissem a classificação para a fase seguinte”.

A aluna Leticia de Freitas lembra que o professor informou sobre a Olimpíada no início do ano, e com o auxílio dele nas aulas de ciências foi possível ser classificada para a 2ª fase da OBQJr. “O professor nos explicou o conteúdo teórico e também de forma prática, o que nos ajudou a entender e chegar nesta fase da olimpíada”.

O aluno Alisson Pereira diz se identificar com a disciplina e que gosta de estudar Química. “Eu tenho interesse nessa matéria, me dedico, e vejo o quanto ela é importante na nossa vida. O professor nos deu essa oportunidade de participar e hoje estou me preparando para a segunda fase”.

A aluna Maria Iohana de Oliveira destaca que as metodologias utilizadas em sala de aula foram fundamentais para a aprovação. “As experiências práticas, o conteúdo ensinado e as atividades nos auxiliaram. Vou me dedicar ainda mais para que nesta próxima fase eu consiga ser classificada”- finaliza. 
Enviar

Deixe seu comentário: