terça-feira, 5 de setembro de 2017

Projeto de Incentivo à Leitura na rede pública de ensino promove concurso de “Foto Escrita” com a temática contra o racismo na escola


Trabalhando arte, educação, cultura e cidadania na escola, o Instituto Brasil Solidário, promove entre os dias 11 e 15 de setembro uma nova etapa de formações dentro do eixo temático de Incentivo à Leitura, do Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE, que está sendo realizado em escolas públicas dos municípios de Beberibe, Pindoretama e Cascavel.

Durante toda a semana, educadores da rede pública dos três municípios, poderão participar de forma gratuita de uma nova oficina com foco em mediação de leitura, incluindo atividades de contação de histórias e as práticas em sala de aula com o gênero poema e poesia. A nova formação, que será realizada na Escola Municipal Francisca Holanda Costa, em Pindoretama/CE, já está com inscrições abertas, os interessados devem entrar em contato através do e-mail imprensa@brasilsolidario.org.br .

Assim como na primeira etapa das formações que aconteceu em Beberibe, o curso será ministrado em parceria com a Comunidade Educativa – CEDAC, que durante os três primeiros dias de oficina, apresentará todo o panorama histórico e o repertório de produção poética para a infância no Brasil, além das possibilidades de prática de atividades com a poesia junto ao currículo escolar, de forma interdisciplinar.

“Estamos numa etapa mais avançada de aprofundamento na mediação de leitura, na primeira oficina, trabalhamos sobre a compreensão do comportamento dos leitores e quais os critérios que devem ser analisados na escolha de uma obra literária para seleção e leitura com os alunos, trabalhamos ainda com o livro álbum ficcional e não ficcional, então vamos dar continuidade apresentando novas ferramentas didáticas que podem complementar o trabalho que já vem sendo realizado em sala de aula”, explica, Alda Beraldo, responsável pela formação de mediação de leitura.

O encerramento das atividades reserva, ainda, um momento para o planejamento e a troca de experiências dos professores participantes, além de exercícios que visam desenvolver estratégias para monitorar a compreensão antes, durante e após a leitura. “As Escolas atendidas em 2017 pelo Instituto aqui no Ceará têm recebido várias ações de leitura e esse é o momento para os professores trocarem suas experiências em sala de aula, nós entregamos um caderno de leitura para todos os professores para registrarem as impressões das atividades realizadas e quais livros já foram lidos em sala, acho que é importante ter esse intercâmbio para estimular e fortalecer as ações de incentivo à leitura na escola”, ressalta, Zenaide Campos, responsável pelos projetos de incentivo à leitura do Instituto Brasil Solidário.

Como parte da proposta de proporcionar a escola uma oportunidade de multiplicação das atividades realizadas junto aos educadores, o Instituto Brasil Solidário, leva para a escola todo o acervo literário que será utilizado nas formações como doação para a biblioteca e para a atividade que deve continuar sendo desenvolvida em sala de aula. Desta forma, assim como a Escola Desembargador Pedro de Queiroz (Beberibe/CE), que recebeu a primeira etapa da Oficina, a Escola Francisca Holanda Costa, (Pindoretama/CE), também receberá a doação dos livros, junto com o baú do Projeto “Anjos da Leitura”, permitindo um material de auxílio, não só para professores, mas toda a comunidade escolar, para repassarem as boas práticas socioeducativas do projeto a outras escolas da região.

Concurso de Foto Escrita – Tema: “Educação não tem cor”
A educação como expressão de cidadania! Abordando a temática contra o racismo e todas as formas de discriminação na escola, o Instituto Brasil Solidário, lançou no inicio de agosto o concurso de Foto Escrita, com o tema “Educação não tem cor”, que será realizado durante toda a semana de oficina de mediação de leitura, entre os dias 11 e 15 de setembro. Podem participar alunos do Fundamental I e II da rede pública de ensino dos municípios de Beberibe, Pindoretama e Cascavel. A premiação, inclui uma mochila Curtlo novinha, junto com um kit sustentável de materiais escolares. O resultado será anunciado no dia 15 de setembro, na Escola Municipal Francisca Holanda Costa, em Pindoretama/CE.
Reforçando o conceito de produção da Foto Escrita, proposta pedagógica utilizada pelo Instituto dentro do seu método de desenvolvimento da educação e habilidades socioemocionais de alunos e educadores, os alunos terão que produzir uma fotografia, dentro da temática proposta, e fazer uma “leitura” sobre a imagem, podendo se expressarem de forma livre e criativa. A análise, pode ser feita dentro dos mais variados gêneros textuais, seja através de uma poesia, uma crônica, um texto dissertativo, narrativo ou argumentativo. A ideia é permitir essa descoberta da linguagem, que melhor se encaixa na perspectiva do aluno sobre o que está sendo visto e apreciado. Instigando um olhar sensível à fotografia, a atividade pretende incentivar os alunos a pensarem nas imagens que consomem e produzem diariamente, motivando a refletirem sobre o contexto de tais registros.

A atividade proposta para o concurso, é uma extensão dos trabalhos já realizados durante todo o ano, através das atividades do PDE. Para além da proposta didática, a iniciativa pretende despertar o pensamento crítico sobre um tema que precisa ser reforçado dentro e fora de sala de aula. “Nós trabalhamos com essa mesma temática nas últimas oficinas de Educomunicação, realizadas no início de agosto, e o resultado foi muito positivo, os alunos que participaram dessa oficina, poderão inclusive utilizar das fotos produzidas por eles durante a formação, mas agora com a missão de expressarem seu ponto de vista de forma textual, precisamos instigar o gosto pela leitura e a escrita nos alunos, de maneira que eles queiram se expressar e desenvolver uma nova perspectiva sobre o que está a sua volta”, pontua, o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore.

A mensagem de igualdade, respeito ao próximo, protagonismo e união em uma escola sem preconceitos, vem sendo trabalhada desde as oficinas práticas realizadas durante o mês de agosto. Em parceria com o trabalho desenvolvido pelo Projeto “Beberibe Multicor – Um movimento por uma infância sem racismo”, o Instituto Brasil Solidário levou para dentro de cada atividade planejada nas formações, a temática contra o racismo e todas as formas de discriminação, num rico processo multidisciplinar de ensino-aprendizagem que envolveu toda a comunidade escolar em cada oficina desta etapa: Educomunicação, Oficina Emplaque o Bem, Comunidade na Escola, Contação de Histórias, Teatro de Bonecos, Oficina de Música e Xilogravura.

Sobre o Programa de Desenvolvimento da Educação
O “Programa de Desenvolvimento da Educação - PDE” atua por meio de seis áreas temáticas que conversam diretamente com o currículo escolar. São elas: incentivo à leitura, educação ambiental, uso de tecnologias em sala de aula e como instrumento ao protagonismo, valorização das artes regionais, prevenção e saúde e empreendedorismo.
Com resultados significativos em indicadores como IDEB, diminuição da evasão e aumento da frequência escolar, as ações acontecem por meio de atividades práticas, que acontecem unindo educadores, gestores, alunos e suas famílias. Esses são alguns dos diferenciais para que o processo de ensino aprendizagem seja mais eficiente e dinamizado, proporcionando aos alunos formas de participação ativa na construção de seu próprio conhecimento, e aos professores e gestores, estratégias mais interessantes e prazerosas de condução de atividades pedagógicas.

As ações do Instituto no ano de 2017 contam com financiamento de: Instituto Samuel Klein, Palmeirinha Ação Social, Machado Meyer Advogados, Tecnisa, OverSeas e Bank of América Merrill Lynch. Além deles, apoiadores pessoa física também realizam investimentos via leis de incentivo fiscal (Lei Rouanet).
No Ceará, o IBS já conta com o apoio de organizações como a Associação Caatinga, Instituto Beatriz e Lauro Fiuza - IBLF e a Social Brasilis, de Fortaleza. Os parceiros também estão em diferentes regiões do Brasil.
Atualmente, temos apoio de grandes referências em segmentos importantes para o desenvolvimento social como a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, além do reconhecimento da Rede Folha de Empreendedores Sócio Ambientais – Schwab Foundation for Social Entrepreneurship, entre outros.

SERVIÇO
Oficina de Mediação de Leitura
Mediação: Comunidade Educativa – CEDAC (http://www.comunidadeeducativa.org.br/)
Data: 11 a 15 de setembro
Horário: das 8h às 11h e das 13h às 16h
Local: Escola Municipal Francisca Holanda Costa
(Endereço: Rua Marechal Castelo Branco, 1074, Centro – Pindoretama/CE)
Enviar

Deixe seu comentário: