quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Projeto de Lei proíbe fumar também em terminais de ônibus

O Vereador Odécio Carneiro (Solidariedade) apresentou, na Câmara Municipal de Fortaleza, na sessão dessa terça-feira (05.08), Projeto de Lei ordinária 349/2017, por sugestão da própria população, que proíbe o uso de cigarros nos terminais de ônibus. Embora o ambiente seja aberto, os terminais recebem grande número de pessoas que acabam se tornando fumantes passivas. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), está comprovado que o fumante passivo também pode adquirir  as mesmas doenças provocadas no fumante ativo, como câncer de pulmão  e outras doenças respiratórias e cardiovasculares, que podem ser evitadas.

O Ministério da Saúde confirma que 10,4% dos habitantes das grandes cidades são fumantes, hábito associado a mais de 50 doenças. A OMS alerta que os malefícios do cigarro não se restringem a quem fuma, mas também a quem aspira a fumaça do vizinho. 
A Lei Federal nº 9924/96, em seu artigo 2º, proíbe o uso de cigarros em locais públicos, mas a restrição é apenas para ambientes fechados.  Portanto, não atinge os terminais de ônibus. Porém, na justificativa, se observa que nos terminais de ônibus circula muita gente por um tempo prolongado. Desta forma, o fumante, neste ambiente, pode gerar prejuízo para diversas outras pessoas, incluindo gestantes, crianças e idosos.

Para finalizar, o Projeto de Lei mostra que o tabagismo onera diretamente os cofres públicos e faz aumentar a demanda da rede pública de saúde. Para exemplificar, só no ano de 2011 o Brasil gastou R$ 21 bilhões no tratamento de pacientes com doenças relacionadas ao cigarro.

Enviar

Deixe seu comentário: