segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Verde do Parque do Cocó dá espaço para o Rosa e o Azul com o lançamento das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul


O Instituto do Câncer do Ceará unifica duas campanhas de conscientização e promete colorir o Cocó levando uma programação para toda a família, neste domingo (1°), a partir das 8 horas
Com o objetivo de conciliar prevenção e saúde com um lugar apaixonante e cheio de vida, o Instituto do Câncer do Ceará (ICC) escolheu o Parque Ecológico do Cocó para oficialmente dar início às suas campanhas de conscientização sobre o câncer de mama e de próstata, que pela primeira vez estão unificadas, conciliando assim a importância da saúde tanto da mulher quanto do homem. O ‘Cocó Rosa & Azul: juntos por mais saúde!’, marcado para este domingo (1°), a partir das 8 horas, promete misturar o verde e a natureza do lugar com o rosa e azul, cores tradicionais de ambas as campanhas.

Uma manhã inteira de informação e lazer
A programação terá seu início com um bate-papo com o mastologista do Instituto, Dr. Antônio de Pádua Almeida Carneiro, que tratará do tema ‘Câncer de Mama, Prevenção, Diagnóstico Precoce e Saúde da Mulher’. Logo depois, outros Bate-papos com especialistas da instituição terão sequência. Além disso, profissionais convidados pelo Instituto discutirão temas sobre autoestima, qualidade de vida, atividade física e alimentação saudável. Dentre as convidadas, a médica ortomolecular e funcional Dra. Maryna Landim, que abordará sobre a saúde preventiva e como podemos nos preparar da melhor forma para a terceira idade.
Além de uma tenda preparada para expor e vender as novas t-shirts da campanha de modelos dryfit e com proteção UV, o ICC também disponibilizará aos participantes momentos de Tira-dúvidas com seus especialistas. Os profissionais de Mastologia, Nutrição, Fisioterapia, Psicologia, Enfermagem, Serviço Social e Farmácia estarão à disposição do público para tirar dúvidas específicas de suas áreas, dar dicas de saúde, além da realização de ações especialmente voltadas para o público infantil, como o “Jogo da Saúde”. Para o final da manhã, um momento de descontração e muita alegria com o bloco Unidos da Cachorra, que promete animar as milhares de pessoas esperadas.
Além de toda a programação do ‘Cocó Rosa & Azul: juntos por mais saúde!’, o evento se unirá às atividades oficiais do próprio parque que abrange aulas de zumba, yoga, biodança, capoeira, aeróbica, dança de salão e tai chi chuan, além de recreação infantil, contação de história, oficina de brinquedos recicláveis, gincanas e camas elásticas.
Segundo Vanessa Benigno, gerente de Marketing do ICC, o Cocó foi escolhido por ser um local que une famílias e atividades saudáveis. “A proposta para este ano é unir o Outubro Rosa e o Novembro Azul por uma só causa: a da saúde. O cuidado com o nosso bem-estar deve acontecer sempre, pois tanto o homem como a mulher precisam unir-se pela prevenção, diagnóstico precoce e o combate ao câncer de mama e de próstata. Escolhemos o Parque do Cocó porque poderemos levar essa mensagem para as inúmeras famílias que curtirão tanto a proposta da campanha quanto o local”, explica.  

Campanha continua durante outubro e novembro com atividades no ICC
A campanha unificada de conscientização sobre o câncer de mama e de próstata no Instituto do Câncer do Ceará envolverá ações com pacientes e acompanhantes durante os meses de outubro e novembro. Ações internas, como dicas de maquiagem, atividades que elevam a autoestima de pacientes, banco de perucas, coral e oficinas de lenço, dentre outras, estão programadas durante o período de conscientização.

Dados do câncer de mama e próstata
O Câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 28% dos novos casos a cada ano. É o segundo tipo mais frequente no mundo, depois do de pele não melanoma O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.
Já o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.
No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama e próstata continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados.
Câncer de Mama – Estimativa 2017 (Instituto Nacional de Câncer – INCA)
·         57.960 novos casos no Brasil
·         4.050 no Nordeste
·         2.160 no Ceará
·         860 em Fortaleza
Câncer de Próstata – Estimativa 2017 (Instituto Nacional de Câncer – INCA)
·         61.200 novos casos no Brasil
·         14.290 Nordeste
·         2.550 no Ceará
·         590 em Fortaleza

Centro de excelência em oncologia com atuação integral e multidisciplinar
Reunindo ensino, pesquisa e assistência, o Instituto do Câncer do Ceará (ICC) é um moderno centro de excelência para o tratamento integral do câncer, onde o paciente encontra uma rede de cuidados que abrange a Oncologia Clínica, a Cirurgia, a Radioterapia e a Quimioterapia, juntamente com serviços diagnósticos como Patologia, Biologia Molecular e Análises Clínicas, Radiologia e Diagnóstico
​ ​
por Imagem. Atualmente, o ICC conta com uma equipe de 150 médicos e 33 residentes, que fazem, junto com os colaboradores das diversas áreas, 24.000 atendimentos mensais.
A instituição é formada pelo Hospital Haroldo Juaçaba (HHJ), a Escola Cearense de Oncologia (ECO), o Centro Oncológico SãoMateus – ICC, o ICC BioLabs, - HUB de inovação tecnológico voltado para a área da saúde -, e a Casa Vida, que abriga pacientes vindos de outras cidades para realizar tratamento. No Hospital Haroldo Juaçaba, a assistência vai desde os exames preventivos e diagnósticos até os Cuidados Continuados, passando por terapêuticas individualizadas, com o apoio da mais avançada tecnologia.
 Numa busca incessante pelo aprimoramento, as equipes multiprofissionais, enxergam o paciente em toda a sua complexidade, abordando, em cada caso, as dimensões físicas, sociais, emocionais e psicológicas. Isso significa que, ao entrar no ICC, o paciente é conectado a uma cadeia de médicos,
​ ​
enfermeiras, nutricionistas, assistentes sociais, fonoaudiólogas, psicólogos e fisioterapeutas – profissionais que o acompanham ao longo do tratamento, todo este feito em um só lugar.

ICC em números
Considerado um Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (CACON), o Hospital Haroldo Juaçaba fechou o ano de 2016 com um total de 172.410 consultas realizadas, ou 14.368 consultas/mês. Foram 48.912 exames de imagem, sendo 4.076/mês, e 6.677 cirurgias/ano, com média mensal de 599, bem acima do ano anterior. Na Radioterapia, um total de 73.647 pacientes foram tratados, somando 6.137 sessões/mês. Para se ter uma ideia da cobertura oferecida ao longo dos 12 meses, o HHJ realizou 32.925 quimioterapias/ano, sendo 25.127 em benefício dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), que perfazem 70% do público do ICC, uma instituição privada sem fins lucrativos, cuja missão é garantir o acesso ao que há de mais moderno, eficaz e seguro na área oncológica.
Enviar

Deixe seu comentário: