sábado, 21 de outubro de 2017

Chico Lopes receberá Comenda Amigo do DNOCS

A mais antiga instituição federal com atuação no Nordeste, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) completa 108 anos de existência no próximo dia 21. E para comemorar a data, a instituição realizará nesta sexta-feira (20), solenidade onde irá condecorar pessoas que atuaram em defesa do órgão com a Comenda “Amigo do DNOCS”. O deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE) será um dos agraciados.

O parlamentar ressalta a imensa alegria de receber a homenagem, e reforça o compromisso com a entidade. “Defender o DNOCS é uma obrigação do povo nordestino e do povo brasileiro. Uma instituição que ultrapassa um século de atividades, com participação positiva na vida das pessoas, não merece ser questionada. Não dá para imaginar o Nordeste sem o DNOCS que, apesar de todas as dificuldades, sempre esteve presente na vida do povo sofrido da região. Desde vereador até deputado federal, sempre fui fiel ao órgão e acho que todos devem guardar na mente e no coração sua importância”, defende.

Chico Lopes também enaltece a participação dos servidores para a construção da credibilidade do DNOCS. “Os servidores são a alma da instituição. Desprendidos, prestam serviço seja onde for. Muitos funcionários viviam nas estradas, passando meses sem voltar para casa, em fazendas, atuando junto aos sindicatos, discutindo com agricultores como melhorar a qualidade de vida deles. Aos servidores do DNOCS, meu respeito e meu carinho”, reconhece.

Mais

Instituição foi criado em 21 de outubro de 1909, sob o nome de Inspetoria de Obras Contra as Secas (IOCS). Em 1919, passou a ser denominado de Inspetoria Federal de Obras Contra as Secas (IFOCS) antes de assumir sua denominação atual, recebida em 1945.

Nesses 108 anos de existência, o DNOCS construiu 327 barragens, distribuídas por todo o território do semiárido brasileiro, com capacidade de acumulação superior a 27 bilhões de m³ de água.

Tem sob sua responsabilidade 37 perímetros de irrigação implantados e em operação. São 13 estações de piscicultura e um Centro de Pesquisas em Aquicultura, além de atuar em diversas outras áreas, como na perfuração de poços artesianos, construção de adutoras e combate à desertificação.

Com 1.504 servidores, o DNOCS continua desenvolvendo ações que busquem garantir o desenvolvimento sustentável, a conservação ambiental e a permanência com qualidade de vida das populações.

A solenidade será às 15h, no auditório da Administração Central do DNOCS (Avenida Duque de Caxias, 1700). Além da entrega da Comenda, também será exibido o documentário “DNOCS, Dentre Nós o Coração do Sertão” e o lançamento do livro “O Bioma da Caatinga e o Semiárido Brasileiro: Comentários sobre a Desertificação e o Aquecimento Global”, de autoria de Evandro Bezerra.

Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.