sábado, 21 de outubro de 2017

Inovação - ‘Baladeira Inovações’ mira em experiências criativas e entretenimento qualificado para atrair “cliente 3.0”

Após período de desaquecimento do varejo e o crescimento robusto de empreendimentos comerciais, lançados em diversas cidades brasileiras, os shopping centers agora lutam contra vacância e concorrência ampliada. O sucesso de novos lançamentos depende de estudos de mercado e planejamento cuidadoso.

E para entrar no clima de 2018, ano de copa e reaquecimento da economia, varejistas apostam em conteúdo criativo que reduzem a inocupação e levam aos consumidores a sensação de novidade, fator importante nesse nicho que envolve alta competitividade e até a disputa com as compras online, afinal, a concorrência está só a um clique de distância.

“Hoje as empresas precisam criar novas maneiras de engajar um novo perfil de consumidor”, adianta o diretor criativo da agência Baladeira Inovações, Alex Façanha. Com mais de um milhão de espectadores, a agência se consolidou como especialista no domínio do conteúdo ao vivo, marketing de vivência e projetos sensoriais - em shoppings, centros comerciais e eventos - que valorizam a experiência além do consumo.

Além das compras
O movimento nos shoppings, este ano, tem a maior alta em dois anos, revelou o Ibope, em abril. De acordo com o índice da Mais Fluxo, que mede a atividade comercial em 123 shoppings no Brasil, o número representa um crescimento de 3,4% em comparação com o mesmo mês de 2016. Ano passado o setor faturou R$157,9 bilhões nos mais de 500 empreendimentos do país, resultando no crescimento de 4,3%.
De lá para cá, muita coisa mudou e junto com este crescimento veio também uma mudança relevante no perfil e no uso que os clientes atuais fazem do shopping center. E para Alex Façanha, os empreendedores que já identificaram este público e investem na criação de experiências diferenciadas para atrair o consumidor saem na frente. “Hoje, o cliente também é muito mais bem informado e crítico e tem mais opções de local de compra para escolher do que tinha. Muito mais do que no passado, o shopping é um local de entretenimento e convivência onde o consumidor também faz compras, mas não só isso”, explica Alex.
A pesquisa da Ibope Inteligência corrobora com o diretor da Baladeira Inovações: mais da metade dos clientes (55%) visitam o shopping atualmente em busca de lazer, entretenimento e relacionamento. A mudança de comportamento dos clientes dentro do shopping, de acordo com o estudo, está relacionada com uma alteração maior e mais significativa que é o papel do shopping center na vida das pessoas.

Entenda o Consumidor 3.0.
O consumidor 3.0 é reconhecido por ser bem informado, estar sempre conectado, e prezar pelo conforto em suas experiências de compra.

E se o perfil mudou e a oferta se expandiu nada mais natural que o comportamento do cliente dentro do shopping ou em eventos também tenha se alterado. “Hoje o cliente fica mais tempo dentro shopping e a importância do conteúdo criativo ao vivo e entretenimento qualificado é essencial para criar momentos memoráveis de conexão e experiências positivas com as marcas” explica Façanha.

Para Alex, mais do que uma estratégia estas experiências transformam espaços em atrações para toda a família e são reforços extras para enfrentar a desaceleração econômica. Ao entender isso, a Baladeira Inovações, celebra 9 anos de atuação com uma coleção de 18 projetos de sucessos, entre eles o Lá Fora – Food Park, OktoberFora, Quermesse da Capital, Baladeira de Crianças, Arena Baladeira, Tome Cinco e Love Run. Além da Cidadecolorir e o Pet Park – pioneiros, no país, em sua categoria. O resultado: mais de um milhão de pessoas em eventos.

“A Baladeira cria estratégias que alcança resultados qualitativos para os segmentos dos clientes, que sabem da importância do marketing promocional para chegar aos seus consumidores finais.”, reafirma Façanha.

A Baladeira Inovações desenvolve suas ações e eventos no Ceará, Recife, Rio Grande do Norte, Bahia e Sergipe. Marcas como Grupo JCPM, M. Dias Branco, Coelce, Ypióca, Mentos, Orloff, Pinheiro Supermercado e Construtora Diagonal já fizeram parte do leque de empresas que buscaram formas diferenciadas de conquistar o mercado junto a Baladeira.


Sobre Alex Façanha
O cearense, Alex Façanha, tem 36 anos é graduado em Designer e possui MBAs em Gestão Empresarial e em Eventos de Luxo pela FGV e URM-SP. Inquieto, Alex trabalha com comunicação desde os 14 anos, passando por diversas empresas e setores da comunicação com foco sempre na criação. Fez parte da equipe da Rádio Cidade e Jovem Pan, trabalhou em produtora de vídeo, em agência de publicidade e fez parte da primeira equipe de comunicação do Festival Ceará Music, se direcionando para o entretenimento de massa com apenas 21 anos.

Seguiu na criação publicitária até parar na gerência de comunicação do Sistema Fecomércio com apenas 23 anos. No período de apenas um ano, teve experiências ímpares nas questões institucionais e eventos voltados para o terceiro setor.

Já em 2004, decidiu abrir seu próprio negócio. Surge então a Seres para ser uma agência diferenciada. Mas, em meio à crise de 2008, fazer publicidade não tinha força. Uma oportunidade perfeita para dar luz a Baladeira Inovações, a primeira agência de marketing de guerrilha do Norte Nordeste.

Foram muitos estudos e análise instantânea do comportamento do mercado para atualizar e adaptar a Baladeira e a Seres ao momento o que resultou na passagem do marketing de guerrilha para o marketing de experiência, migrando pro Live Marketing com um único objetivo: Proporcionar ao consumidor experiências incríveis.
"Percebo, estudo o cotidiano, busco na simplicidade de um bate papo as minhas referências. Fazer o simples todo mundo faz. O óbvio está em nossas mãos, mas sem esse olhar "malicioso" de nada adianta. Fugir dos clichês, somar referências faz do meu trabalho e dos meus projetos um laboratório de ideias. Não busco prêmios ou o status e glamour da publicidade. Sou incansável na realização, no resultado”, finaliza Façanha.


E mais - NÚMEROS DO SETOR DE SHOPPINGS
A previsão da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) divulga que, até o final de 2017, 30 novos negócios surgirão no país em 13 cidades que receberão o primeiro shopping. Este ano o setor deve investir R$166 bilhões entre novos empreendimentos, expansões e modernizações.

E mais - CURIOSIDADES DE PERFIL DO PÚBLICO DE SHOPPINGS
De acordo com o Ibope, o cliente de shopping envelheceu e ficou mais qualificado. Hoje, 29% dos clientes de shopping em São Paulo e no Rio de Janeiro têm mais de 45 anos.
Trata-se de uma mudança que tem impacto em todos os aspectos de um shopping center (arquitetura, ambientação, produto, promoção e localização) e que irá se intensificar nos próximos anos. A estimativa é que em  dez anos  40% dos clientes de shopping, em média, tenham mais de 45 anos, ou seja, 4 em cada 10 clientes.

SERVIÇO   
Baladeira Inovações
Agência cearense com nove anos de atuação em marketing de guerrilha, live marketing, marketing de experiência, conteúdo ao vivo e entretenimento qualificado.
Rua Monsenhor Salazar, 1006 - Tauape, Fortaleza - CE.
Telefone: (85) 3458-0402
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.