quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Odair José e Os Alfazemas cantarão no Projeto DUETOS em Fortaleza


Levar aos palcos, novos arranjos e interpretações de músicas que marcaram época, mas que hoje estão esquecidos, nos cenários local e nacional da música é uma finalidades do Projeto DUETOS que traz para Fortaleza, dia 28 de outubro de 2017, o cantor Odair José da cidade de Morrinhos, em Goiás. O show do artista acontecerá com abertura da banda Os Alfazemas, que subirá no palco do Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, às 21 horas dessa data.

Este ano, o DUETOS chegou à 5ª edição, proporcionando momentos únicos onde os apreciadores da boa música terão a oportunidade de conhecer e reviver canções brasileiras. Além de Odair José e Os Alfazemas, passaram por essa programação, atrações nacionais como 14 BIS e Guilherme Arantes e, também, locais a exemplo da Band On The Run e Banda Vitrola. A LEQ Produções realiza o Projeto que tem o apoio cultural da ENEL, TEMPO FM 103,9, Sonata de Iracema, Lei do Mecenato e Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (SECULT).

Idealizado pelo empresário e comunicador cearense Ulysses Gaspar, o Projeto DUETOS existe desde 2013, em Fortaleza. O criador do evento é também, apresentador do Programa HISTÓRIA DA MÚSICA, que vai ao ar aos sábados, às 22h30, com reprises às 22h30 de terças, e às 14h de quintas, na TVC – Canal 5.

Odair José

Um cantor, compositor e músico, mas, acima de tudo, um artista totalmente identificado com a cultura popular brasileira, essa a tradução que o próprio Odair faz sobre ele. Isso mostra que nenhum dos epítetos criados pela imprensa consegue traduzir o que realmente significa o cantor que surgiu como um furacão, no cenário musical brasileiro, na inesquecível e badalada década de 70.

Compositor de melodias simples e letras diretas, Odair trouxe o dia-a-dia do povo para dentro da MPB, discos e, também, das emissoras de rádio e televisão. Quem já passou dos 30 anos lembra muito bem que o artista contribuiu de maneira decisiva para uma significativa mudança comportamental na sociedade brasileira com as suas canções. 

Retratar os conflitos e o amor em sua face mais real, ou seja, da paixão ao sexo, é a maior característica do trabalho de Odair,sobretudo aquele amor e sexo proibidos. O resultado disso foi uma grande empatia com a massa e milhões de discos vendidos numa época em que as vendas ainda estavam restritas. 


Odair José criou um novo caminho na música brasileira com o seu estilo objetivo, franco e, também, linguagem de fácil compreensão, que acabou influenciando uma geração de novos artistas que ainda hoje buscam inspiração em seu trabalho. Já fizeram releituras de vários sucessos do artista, nomes como Paulo Miklos, Zeca Baleiro, Pato Fu, Mombojó, Mundo Livre S/A, entre outros.

O artista que tem servido de fonte de inspiração para uma gama de músicos e despertado o interesse do público jovem, chegou a gravar em 2012, o disco “PRAÇA TIRADENTES”, produzido por Zeca Baleiro, que declarou ter a missão de “fazer o Brasil reconhecer Odair José”. O ineditismo do CD está na assinatura de algumas músicas. O cantor gravou canções de outros compositores como Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Zeca Baleiro e Chico César.

Os Alfazemas

Irreverente, descontraída e performática são três adjetivos que definem muito bem o estilo de “OS ALFAZEMAS”, que canta e toca a música da dor de cotovelo e do botequim. Segundo o vocalista e compositor Adriano Uchôa, se tem uma palavra que define bem a banda é “fuleragem”. Além do músico, o grupo é formado pelo contrabaixista Alexandre Lima (o Limão), o tecladista Marcelo Almeida, o baterista Breno de Sousa e o guitarrista Thiago Oliveira.
Foi em 2010 que surgiu a banda que tem em sua essência o lado brega da música. Adriano explica que essa zoeira começou desde os primórdios do grupo, quando alguns amigos do antigo CEFET (hoje IFCE) decidiram tocar brega para “tirar onda”. Começou com Limão e João, que faziam parte de um grupo que também tinha um segmento de brega. Com o fim da antiga banda, surgiu a vontade de “melhorar o projeto de brega, fazer um negócio mais específico, e então a gente decidiu fazer a banda”, conclui o vocalista. 
Um repertório cover de clássicos do brega com músicas de barzinho fáceis de serem conhecidas, é um dos segredos do sucesso da banda que usa uma indumentária condizente com o estilo, acompanhada de brilho e algumas composições originais. Isso é o que conquista milhares de fãs por onde “OS ALFAZEMAS” passa, fazendo um show divertido com momentos dançantes e românticos. 
Quanto às músicas escritas pelos rapazes, o grupo diz que este é o novo investimento da banda. Marcelo revela que autoral é um momento muito importante pra banda, porque é um momento de se reunir e fazer a música nascer. Aí, reforça ele, a gente tem aquele trabalho de se expressar, de criar, de fazer, de experimentar, de refazer; é um processo que você não sabe onde ele termina”. Já Victor acrescenta: “o autoral é o que diz o que a gente é”.
O compositor da banda, Adriano Uchôa, diz que as músicas são escritas inspiradas sobre coisas que ele acredita e vê. O músico comenta também que não tenta passar uma ideologia nem mudar o planeta. “Meu negócio é fuleragem mesmo: ‘vou procurar alguém que me ame como você não quis’, e é verdade, eu vou mesmo”, assegura Adriano. Outras letras são referências a acontecimentos que o vocalista toma conhecimento.
Serviço:
Projeto DUETOS I 2017

>Dia 28 I Outubro
*Odair José                             
*Os Alfazemas
>Horário: 21 horas
>Local: Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
>Ingressos: R$ 70,00 (Inteira) // R$ 35,00 (Meia)
>Pontos de Venda: Bilheteria do Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Casa dos Relojoeiros (Centro, Iguatemi, North Shopping, Benfica) e, no Cantinho do Frango (Rua Torres Câmara, 71 – Aldeota).
>Informações: (85) 3488.8600 // (85) 3488.8608
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.