sábado, 21 de outubro de 2017

Política - Danilo Forte agiliza saída do PSB e aponta à construção de um novo

Coerente com o pensamento que manteve desde a sua entrada no Partido Socialista Brasileiro (PSB), o deputado federal Danilo Forte lamentou que a legenda tenha mudado de pensamento. "O partido sabia que o País estava numa crise econômica profunda, era a favor das reformas necessárias, votou pelo impeachment da ex-presidente Dilma, e agora quer voltar a uma aliança com o passado", destaca o parlamentar que esta semana teve o direito de estar na CCJ da Câmara vetado após uma puxada de tapete da sigla. 

Em entrevista concedida à jornalista Neliane Maciel da TV Diário, Forte lembra que nunca mudou de lado. "Primeiro fizeram a intervenção no Ceará, porque eu votei a favor da Reforma Trabalhista me destituíram da presidência. Fui à justiça e ganhei, porém eles não cumpriram a decisão judicial. Agora queriam fazer uma reunião para, inclusive, nos expulsar. Mais uma vez, na justiça vencemos, mas esta inclinação atende ao desejo político do novo líder", explica o parlamentar antes de destacar que a retomada de aliança do partido com as bases visa apenas as eleições pernambucanas e tem criado arestas com membros do partido que possuem mandato na Câmara. 

"A única alternativa que nos resta é agradecer essa convivência que nós tivemos de 11 de setembro de 2015 pra cá e procurar um novo rumo, porque você não pode estar num partido com um conflito interno de tamanha profundidade. O estado de litígio permanente não permite harmonizar a convivência de grupo social nenhum. Estamos acelerando o processo de saída do partido e construindo um novo rumo que seja capaz de garantir as mudanças que o país precisa para dar conforto a população brasileira e garantir a retomada do crescimento econômico", reconheceu. 

Quando perguntado para onde iria com a saída do partido, Danilo aponta para a construção de ambiente centralizado: "o novo DEM, focado nas mudanças, tem um projeto claro de retomada do crescimento da economia muito bem desenhado e tem uma juventude dentro do partido com esse compromisso, liderada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, e outras lideranças que estão se incorporando a este projeto. Então, acho que pode ser um caminho para que a gente possa construir dentro do Centro, a tranquilidade que o Brasil precisa ". 
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.