sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Inovação - CASIO Educação lança programa que incentiva uso de calculadora científica em escolas públicas

 O uso de calculadora científica nos ensinos fundamental e médio, historicamente, encontra resistência dos educadores. A tecnologia, que permite cálculos que à mão não seriam possíveis e ajuda a ampliar horizontes de análises sociais a partir do cruzamento de estatísticas, é a principal ferramenta do programa “Explorando as potencialidades da calculadora científica no Ensino Médio”, iniciativa da CASIO Educação.

O programa visa capacitar professores de todo o país para o uso dessa tecnologia não apenas nas aulas de ciências exatas, mas também em disciplinas como Geografia e Biologia. O objetivo é apoiar os professores em suas práticas e integrar conteúdo, contexto e o uso da calculadora em sala de aula de uma forma mais profunda e colaborar com a finalidade do ensino: a aprendizagem.

A iniciativa é desenvolvida por meio de oficinas, nas quais os professores são incentivados a explorar todo o potencial da ferramenta, utilizando-a como um suporte pedagógico, a partir da adaptação do seu uso para cada uma das disciplinas. A CASIO fornece material de apoio com propostas didáticas baseadas na grade curricular já trabalhada pelo professor.

Após oferecer a capacitação aos professores, a CASIO acompanha os profissionais também em sala de aula para ajuda-los a aplicar a didática. Para atrair a atenção dos estudantes, situações reais são estrategicamente utilizadas para se encontrar a probabilidade de se ganhar na Mega Sena, no caso da matemática, ou ainda, nas aulas de Geografia se discute a necessidade de se manter programas sociais do governo federal, por meio do estudo de estatísticas de órgãos como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em Biologia, é possível ir além dos livros didáticos e cruzar dados trazidos pelos jornais diários sobre doenças atuais que afetam a comunidade, aproximando o ensino da realidade dos alunos.

“Historicamente, o uso de tecnologia como calculadora científica encontra resistência dos educadores, inclusive no Ensino Médio, quando na verdade essas ferramentas deveriam ser vistas como aliadas. Quando apresentamos o programa e seu potencial de transformação da educação brasileira, com exemplos reais, todos ficam encantados e os resultados são surpreendentes”, afirma Jalman Lima, Coordenador da divisão educativa da CASIO e matemático responsável pelo desenvolvimento do programa.

No mundo, a CASIO já oferece esse treinamento para o uso da calculadora científica em escolas de vários países. No Brasil, um programa piloto foi iniciado em abril de 2016 e já capacitou mais de 200 docentes, impactando mais de dois mil alunos de escolas públicas do Estado de São Paulo, direta e indiretamente.

No município de José Bonifácio, interior paulista, do total de professores que participaram do treinamento, quase 15% nunca tinha utilizado uma calculadora científica e, ao final do curso, 95% deles aprovaram o uso da ferramenta em sala de aula. Segundo Lima, esse dado ilustra uma mudança de visão dos professores. “Aprender a utilizar a calculadora é fácil. Esses números nos mostram que além de gerar esse conhecimento, estamos atingindo nosso objetivo de mostrar o impacto positivo na aprendizagem ao facilitar a interação dos alunos de forma ativa, colaborativa e independente, além de otimizar o tempo das atividades desenvolvidas em sala de aula”.

Uma das professoras capacitadas pelo programa, Marilene Chichetti, ensina matemática no Ensino Médio da Escola Estadual Professor Milton da Silva Rodrigues, em São Paulo, e revela que a capacitação é um estímulo para os profissionais se atualizarem em relação ao uso da tecnologia. Segundo ela, os resultados são perceptíveis já nos primeiros minutos de contato dos alunos com a calculadora científica. “Eles rapidamente entendem e ficam encantados com a agilidade que a calculadora proporciona e o universo de informações que podem alcançar com os cálculos clicando em apenas um botão, por exemplo, em um problema de probabilidade”, afirma Marilene.

Segundo ela, durante as aulas os estudantes demonstraram muito interesse por assuntos tidos até então como difíceis e muito longe de sua realidade, como investimento na poupança e outras aplicações financeiras. “Foi emocionante ouvir um dos alunos dizer que sempre pensou em prestar vestibular para Direito, mas que agora tinha aprendido a gostar de matemática e iria fazer Administração ou Economia, pois se empolgou com as possibilidades e viu que o cálculo não precisa ser algo cansativo e demorado”, comemora a professora.

Site do programa

Todo o conteúdo disponibilizado nos workshops para os professores está também acessível para educadores de todo o país pelo site www.casioeducacao.com.br. Com o site do programa “Explorando as potencialidades da calculadora científica no Ensino Médio”, a CASIO Educação quer ampliar a oferta da capacitação para profissionais, atingindo o objetivo de transformar a educação brasileira.

Ao acessar o portal, os professores poderão baixar os conteúdos desenvolvidos especialmente para as disciplinas de matemática, física, química, biologia e geografia, adaptados para o uso da calculadora científica, para serem trabalhados em sala de aula.

Sobre a CASIO Educação
A CASIO Educação é uma divisão da fabricante de calculadoras CASIO, que tem o compromisso de contribuir com produtos originais e com funções inovadoras que ajudam no cotidiano de alunos e professores, como a calculadora científica CASIO fx-570EX.

Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.