terça-feira, 21 de novembro de 2017

Polícia Federal utiliza cão farejador para reforçar a fiscalização no Aeroporto do Ceará

Policiais Federais estão utilizando um cão farejador com o objetivo de reforçar e auxiliar na fiscalização de combate ao tráfico de drogas no Aeroporto Internacional Pinto Martins, na capital cearense. 

A ação policial inspeciona as bagagens despachadas para detecção de substâncias entorpecentes e os policiais contam com a ajuda do Colt, cão farejador da Polícia Federal, da raça pastor belga malinois, especialmente treinado para farejar substâncias ilícitas, ainda que em pequenas quantidades.

Na primeira semana de atuação, Colt auxiliou na apreensão de 2,8 kg de cocaína escondidos na bagagem de um homem, natural da Colômbia, que tentava embarcar em um voo com destino a Madri. Na inspeção, o cão farejador indicou a presença da droga na mala despachada. O colombiano foi preso em flagrante e encaminhado para o sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça, aguardando julgamento. Ele responde pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Neste domingo (19/11), o cão indicou vestígios de entorpecentes em uma bagagem, sendo encontrados 20 g de maconha. O dono da mala, também natural da Colômbia, foi identificado pelos policiais federais, conduzido à Superintendência da Polícia Federal no Ceará e liberado após a lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sob o compromisso de comparecer à Justiça posteriormente.

As ações de combate ao tráfico de drogas continuam sendo realizadas pela Polícia Federal no aeroporto em Fortaleza/CE.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.