quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Secretaria das Cidades realiza seminário para validar Plano de Coleta Seletiva


Nesta quinta-feira (30), a Secretaria das Cidades realiza seminário para a validação do Plano de Coleta Seletiva Regionalizada para oito municípios da região oeste do estado, no município de Tauá. O plano se baseou em um diagnóstico que identifica a situação atual da gestão de resíduos sólidos dos municípios e apresenta sugestões para implementação e operação da coleta seletiva.

O plano faz parte de um projeto de coleta seletiva e os municípios que estão sendo contemplados são: Aiuaba, Arneiroz, Quiterianópolis, Tauá, Ararendá, Poranga, Parambu e Catarina. Durante o evento, a proposta vai ser apresentada para que os participantes realizem suas contribuições e sugestões. Em seguida, o plano será finalmente validado e posteriormente implementado nos municípios. Na ocasião, estarão presentes prefeitos, técnicos, secretários de órgãos municipais e catadores dos municípios contemplados pelo projeto.

Vanessa Lima, orientadora da célula de resíduos sólidos, da Coordenadoria de Saneamento da Secretaria das Cidades, ressalta que a maioria dos municípios cearenses não tem uma disposição final adequada para os resíduos sólidos e acabam utilizando lixões a céu aberto.

Diante disto, segundo ela, o plano propõe soluções para organizar e gerenciar adequadamente os resíduos sólidos atendendo várias etapas das políticas estadual e nacional. “O objetivo é propor uma organização interna de cada município para atendimento a política de resíduos sólidos prevendo a diminuição da geração de resíduos, o reaproveitamento e a reciclagem do máximo possível de materiais, evitando assim que sejam dispostos em lixões”, frisa.

O Projeto de Coleta Seletiva para Municípios da Região Oeste do estado envolve a elaboração de um plano de coleta seletiva e capacitação para constituição jurídico-contábil de associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis, além da aquisição de equipamentos destinados ao uso em galpão de coleta seletiva (prensa e balança) e equipamentos de proteção individual.

O projeto está recebendo investimento de R$ 306.853,15, garantido pelo Termo de Descentralização de Crédito Orçamentário (05/2016), celebrado entre a Secretaria das Cidades e o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDID), através do Conselho Estadual Gestor. 
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.