sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Secult lança o Prêmio Pontos de Cultura do Ceará, nesta segunda, 27/11, às 10h, no TJA


A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) lança nesta segunda-feira, 27/11, às 10h, no foyer do Theatro José de Alencar, o Prêmio Pontos de Cultura do Ceará, com o objetivo de reconhecer  e fomentar 50 entidades culturais da sociedade civil  que foram chanceladas como “Ponto de Cultura” no âmbito da política estadual e nacional do Programa Cultura Viva. O Governo do Estado, através da Secult,  investirá o total de R$1,3 milhão na cultura cearense, atendendo as diretrizes, objetivos e às metas 07, 17 e 20 do Plano Estadual da Cultura e fortalecendo a Rede dos Pontos de Cultura do Ceará.

O prêmio surgiu com uma ação de retomada e fortalecimento da Programa Cultura Viva no Ceará, numa construção compartilhada com representantes da Comissão Estadual dos Pontos de Cultura e gestores da Secult.  

O prêmio
Cada entidade selecionada no Prêmio Pontos de Cultura do Ceará receberá o prêmio financeiro no valor de R$ 26 mil. Serão premiados 50 Pontos de Cultura, com recursos oriundos do Tesouro Estadual da Cultura.

Quem pode participar
Estão aptas a participar do Prêmio Pontos de Cultura do Ceará as Pessoas Jurídicas de Direito Privado Sem Fins Lucrativos, sediadas no Estado do Ceará, reconhecidas no âmbito do Programa Cultura Viva, por meio de celebração de convênios e/ou instrumentos congêneres celebrados com o Estado do Ceará e/ou Ministério da Cultura  e que estejam em funcionamento regular com comprovação de atuação contínua há pelo menos um ano, contado da data da publicação do edital. A lista de entidades reconhecidas no âmbito do Programa Cultura Viva constam no Anexo I do edital.

Inscrições

As inscrições serão gratuitas e exclusivamente online pelo site www.editais.cultura.ce.gov.br, do dia 27 de novembro de 2017 a 10 de janeiro de 2018. O Edital completo do Prêmio também estará disponível a partir desta data. Para realizar a inscrição, os candidatos que constam na lista do Anexo I do Edital deverão se cadastrar no Mapa Cultural do Ceará (www.mapa.cultura.ce.gov.br) como Agentes Coletivos (Pessoa Jurídica) no Mapa Cultural do Ceará. O cadastro no mapa cultural, bem como a ficha de inscrição, deverão estar obrigatoriamente preenchidos com os documentos solicitados devem estar inseridos no perfil da instituição no mapa cultural até a data de inscrição.

Programa e Lei Cultura Viva - Audiência Pública
No mesmo dia do lançamento do Prêmio Pontos de Cultura do Ceará, às 14h30, acontece também a Audiência Pública na Assembleia Legislativa do Estado, proposta pela Deputado Renato Roseno  para debater sobre propostas, desafios e  perspectivas das políticas  para o Programa Cultura Viva do Ceará. A audiência contará com a presença de representantes da Comissão Nacional e Estadual dos Pontos de Cultura e da Secult.  A mesa contará com a presença do Secretário da Cultura Fabiano Piúba e representantes da Comissão  e rede dos pontos de Cultura.

Mais sobre os Pontos de Cultura e o Programa Cultura Viva
No âmbito do Programa Nacional Cultura Viva, já foram reconhecidos mais de 3 mil Pontos de Cultura em todo o país, presentes em todos os estados brasileiros e em cerca de mil municípios, que reúnem em suas ações cerca de 8 milhões de pessoas, atendendo iniciativas dos mais diversos segmentos da cultura. Entre os principais beneficiários e protagonistas do Cultura Viva estão a juventude e os grupos tradicionais, alcançando a produção cultural que vem das periferias e do interior do Brasil, passando pela cultura digital, cultura de base comunitária, Quilombolas, de Matriz Africana, a produção cultural urbana, a cultura popular, as tradições dos povos indígenas etc. Os Pontos de Cultura se tornaram uma referência de política cultural dentro e fora do Brasil, tendo sido adotados em vários países da América Lati na, como Argentina, Chile, Peru, Colômbia e Costa Rica. No Ceará , a Rede Estadual Cultura Viva é composta por 240 pontos.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.