quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Novidade - Fortaleza ganha novo espaço para produções independentes de dança



Karthaz Studio é um espaço de criação e mise-en-scène para produções independentes de dança, de pequeno e médio porte, que começa suas atividades em Fortaleza. Com inauguração neste sábado, 16 de dezembro, às 17h, este novo espaço é destinado a profissionais de dança contemporânea. A eles oferece um estúdio equipado, próprio para atividades de criação.

Para fomentar a produção artística, anualmente o Karthaz Studio oferece 6 meses de residência a 6 coreógrafos convidados, com criações que se iniciam sempre em janeiro e julho. A ideia é gerar 6 espetáculos por ano prontos para a circulação em teatros, mostras e festivais, destinados a circulação no Ceará, no Brasil e no mundo.

Os artistas residentes recebem carte-blanche (carta-branca) para germinar suas obras, comprometendo-se a estrear suas criações em ensaio aberto no Karthaz Studio, que oferece, ainda, a execução da campanha de divulgação do espetáculo criado na residência, durante seu lançamento.

Karthaz Studio fornece a estrutura necessária para que o processo criativo aconteça de forma digna e profissional. O espaço não se envolve na produção ou venda posterior do espetáculo mas oferece suporte a seus produtores.
Para abrir em alta, o Karthaz Studio convida 3 artistas para a primeira temporada de residência. São elas: Carolina Wiehoff,Claudia Pires e Rosa Primo, que iniciam suas criações em janeiro de 2018. O edital para a segunda temporada será aberto em maio de 2018, para as 03 criações que iniciam em agosto/2018.

Vinculado à Karthaz Cultura, Karthaz Studio é uma ação sem fins lucrativos financiada com recursos particulares.

Karthaz Cultura é uma empresa dirigida por Linhares Junior e Pascal Claeys e oferece suporte na área de marketing e comunicação visual à produtores e projetos culturais tais como Bienal de Dança do Ceará, Festival Jazz & Blues de Guaramiranga, Companhia Vidança, Teatro das Marias,  Festival Noia, Festival Mi, Minimuseu Firmeza, Festival de Humor de Maranguape, Mercado Audiovisual do Nordeste, Cineteatro São Luiz, Grupo Ares e A Lenda do Gato Preto, entre outros.

No dia 16 de dezembro as 17hrs, durante a inauguração do Karthaz Studio o espetáculo "Implosão sob peles" será apresentado pelo Grupo Carnís. O espetáculo dirigido por Gabrielle Motta, conta com a participação de Felipe Querino, Gabrielle Motta, Júnior Cândido, Keven Rocha, Luisa Bessa e Wládia Torres.

Linhares Junior
Natural de Fortaleza (CE), Linhares Junior, iniciou sua carreira como bailarino no Brasil, com Yara de Cunto e Ademar Dornelles. Aos 16 anos produz e participa do espetáculo “Vidas Erradas” de Fernando Villar em Brasilia e aos 18 anos ingressa a companhia de Victor Navarro, em Petropolis no Rio de Janeiro. Na Europa, estudou com Raymond Franchetti no Institute D’Art Choregraphique (França), no Folkwang de Pina Bausch na Alemanha e no Centre de Recherche et Perfectionement des Interpretes du Spectacle, o Mudra de Maurice Béjart na Bélgica.

Em 1988 na Belgica, ingressa a companhia multimédia de Frederic Flamand (Plan K) onde dançou os espetáculos “If Piramids Were Square”, “Scan Lines” e “The Fall of Icaro", nos mais renomados teatros e festivais da Europa, America do Norte e America Latina. Em 1992 é convidado por Hans Tuerlings para fundar a companhia RAZ (Holanda), onde estrelou por mais de 15 anos e ainda na Europa, trabalhou com Michael Laub, Sergio Ulhoa, Piet Rogie e Lisa Marcus.

Em 1994 inicia o projeto internacional de música eletrônica Disco Voador, considerado um dos pioneiros na realização de eventos de música eletrônica no Nordeste do Brasil.

Em 2003 recebe o prestigioso Zwaan Prijs, prêmio de melhor bailarino, da Associação de Diretores de Teatro da Holanda (VSCD).  En 2005, Linhares inicia seus estudos em multimidia design na SAE, Institute of Technology, em Amsterdam na Holanda enquanto trabalha na agencia Tellmedia. Em 2009, é graduado em Multimedia Arts pela Middlesex University, Inglaterra (2008).

Atualmente, Linhares Junior é proprietário do Karthaz Cultura, que atua no Brasil e na Holanda e oferece serviços de marketing e comunicação visual para projetos e equipamentos culturais.
Pascal Claeys
Pascal Claeys é graduado em Teatro pela Kleine Academie de Bruxelas, possue Mestrado em Economia na Vrije Universiteit de Bruxelas e Pós-Graduação em Gerenciamento de Mudanças na Vrije Universiteit de Amsterdam.

Em 1994 inicia o projeto internacional de música eletrônica Disco Voador, considerado um dos pioneiros na realização de eventos de música eletrônica no Nordeste do Brasil.

Pascal Claeys ao longo dos anos, produziu eventos, foi ator e DJ. Antes de vir para o Brasil, trabalhou como gerente sênior de marketing na respeitada Deloitte Holanda. No Brasil é professor de marketing e gerenciamento de projetos na Faculdade Ateneu e proprietário do Karthaz Cultura, empresa que atua no Brasil e na Holanda oferecendo serviços de marketing e comunicação visual para projetos e equipamentos culturais.

Carolina Wiehoff
Carolina Wiehoff começou a dançar profissionalmente em 1988, com a companhia do coreógrafo Renato Vieira. Em 1996, ingressou na Companhia de Dança Deborah Colker, onde permaneceu até 2003, sendo indicada para o Prêmio RioDança como melhor bailarina pelo espetáculo Casa. Trabalhou, também, como assistente de Deborah Colker na remontagem deste mesmo espetáculo na Komische Oper de Berlim.

Em 2004, dançou o solo Mulher Sozinha no Palco, coreografado por Renato Vieira, no projeto Solos de Dança do SESC, e participou do espetáculo Soma de João Saldanha. Lecionou jazz e dança contemporânea no Centro de Movimento Deborah Colker de 2005 a 2009.

É pós-graduada no curso Estudos Avançados em Dança Contemporânea: pesquisa e coreografia, da UniverCidade. É bailarina da Staccato | Paulo Caldas desde 2004participando dos processos de criação dos espetáculos Coreografismos, Pas Deux, Quinteto e Fonte.

Rosa Primo
É professora dos Cursos de Dança da Universidade Federal do Ceará – UFC. Doutora, com estágio de um ano (2008) no Curso de Dança da Universidade Paris 8 (França); tendo como foco em suas pesquisas questões que envolvem a corporeidade dançante. Graduada em jornalismo (PUC de Campinas – São Paulo). Líder do Grupo de Pesquisa Concepções Filosóficas do Corpo em Cena (CNPq), membro da Association des Chercheurs en Danse e coordenadora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – Pibid½Dança (CAPES). Foi coordenadora de dança da Secretaria de Cultura de Fortaleza (SECULTFOR) e autora do livro “A dança possível: as ligações do corpo numa cena”. Fortaleza: Expressão Gráfica, 2006 – ISBN 85.7563.220-5.

Cláudia Pires
Licenciada em Pedagogia e Especialista em Arte-Educação. Coordena o Programa de Formação em Dança do Porto Iracema das Artes que inclui o Laboratório de Dança e o Curso Técnico em Dança. Concluiu pelo Instituto Dragão do Mar, através do Colégio de Dança do Ceará, o curso de Professor de Dança. Dirigiu o equipamento cultural Vila das Artes, escola de formação em artes da Prefeitura de Fortaleza, entre 2013 e 2016. Integrou o Conselho Municipal de Educação nos anos de 2013, 2014 e 2016 onde presidiu a Câmara de Ensino Fundamental. Integrou a Câmara Setorial de Dança do Ministério da Cultura nos anos de 2005 e 2006. Criou e presidiu a Associação dos Bailarinos, Coreógrafos e Professores de Dança do Ceará (PRODANÇA) de 2003 a 2005. Representou a dança na Comissão de Análises de Projetos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, onde também prestou serviços à Comissão Estadual de Incentivo à Cultura e ao Festival de Dança do Litoral Oeste. De 2003 à 2010 foi curadora e diretora artística do programa Circuladança da Bienal Internacional de Dança do Ceará. Coordena no Colégio 7 de Setembro os núcleos de dança, teatro e música. De 2009 à 2012 coordenou, em 20 escolas municipais, o Programa Dançando na Escola, realizado a partir de uma parceria entre Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza, através da Vila das Artes, e Secretaria Municipal de Educação.

Grupo Carnís
Um grupo de artistas de linguagens e estéticas distintas se encontraram na V turma do Curso Técnico em Dança, realizado pelo Porto Iracema das Artes, em 2016, descobriram um desejo em comum: investigar as pluralidades dos corpos. A partir daí decidiram compartilhar esse interesse iniciando juntos trabalhos teórico-práticos de pesquisa em dança contemporânea que culminaram no processo do trabalho “Implosão sob Peles”, com direção de Gabrielle Motta e apresentado como conclusão de curso, na mostra Enquanto Danças. Após a apresentação da proposta cênica decidiram seguir trabalhando juntos no que chamaram de Grupo Carnís.  

Serviço
Inauguração Karthaz StudioDia 16 de dezembro de 2017 – 17h
Karthaz Studio
Rua Pero Coelho, 442 (atrás do Banco Central)
Centro – Fortaleza
Maiores Informações:
Telefone: 085 3025.4713
Website: http://www.karthazstudio.com
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.