sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Economia - Setor de bebidas no Ceará registra retração nas exportações em 2017

Terceiro maior exportador de bebidas do Brasil - atrás apenas de São Paulo e Paraná – as vendas externas cearenses do setor acompanharam a tendência nacional de queda, registrando uma discreta retração de 1,1% em relação ao ano de 2016, alcançando no acumulado do ano o montante deUS$ 69,9 milhões. Na contramão do cenário nacional, as importações exibiram retração de 13,9%. Os dados, relativos ao período de janeiro a dezembro de 2017, são do estudo Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, com base em dados do Mdic.

Os destaques das exportações ficam por conta dos sucos (classificados como “sucos de outras frutas, não fermentados, sem adição de açúcar”), que representam quase 75% do total de bebidas vendido. Esse produto é o principal responsável pela queda nas vendas externas do setor, já que reduziu em 21,7% suas exportações. Vale também salientar a importância de “água de coco”, que representa quase 10% do total comercializado pelo setor. Principal destino das exportações cearenses, os EUA reduziram as compras de bebidas do Estado em 4,6%, já a Holanda mais que dobrou sua participação, chegando à marca de US$ 3,7 milhões.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.