segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Fortaleza promove atividades de combate à Hanseníase


A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promove, entre os dias 22 e 26 de janeiro, uma série de atividades alusivas ao Dia Mundial de Combate à Hanseníase, celebrado em 31 de janeiro. Na segunda-feira (22/01) as atividades têm início com a capacitação de Agentes Comunitários de Saúde (ACS), no auditório da Regional I, às 8h. A programação que acontece nos postos de saúde envolve ainda palestras, abordagens educativas com a população, capacitação de profissionais de saúde e busca ativa, por meio da identificação de sintomas dermatológicos.

As atividades têm o objetivo de esclarecer os sinais e sintomas da hanseníase, auxiliar o diagnóstico precoce e possibilitar o tratamento imediato do público-alvo. Durante a busca ativa realizada pelos ACS, a identificação de novos casos com lesões sugestivas à doença será encaminhada para o posto de saúde de referência, onde será realizada consulta médica para confirmar ou descartar o diagnóstico. Os casos confirmados já iniciarão o tratamento.

A assessora técnica da Célula de Atenção às Condições Crônicas (CEACC), Natalia Régia, ressalta que a hanseníase tem cura e o tratamento é realizado gratuitamente nos postos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A técnica destaca ainda a importância de um diagnóstico rápido. “A programação abrange ações com todos que compõem a rede de saúde do município, desde os profissionais aos usuários que procuram por atendimento. A identificação precoce da doença torna-se importante para o início do tratamento, que acontece gratuitamente nos postos de saúde”, orienta.

Saiba mais - A hanseníase é uma doença crônica, infectocontagiosa, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae. A doença atinge pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas. Os principais sinais e sintomas da doença são manchas esbranquiçadas, acastanhadas ou avermelhadas com alterações de sensibilidade (formigamento, choque, câimbras, dormência); pápulas (lesão sólida da pele, elevada, com menos de 1 cm de diâmetro), infiltrações, tubérculos e nódulos, normalmente sem sintomas; diminuição ou queda de pêlos; e falta ou ausência de sudorese no local (pele seca).

Serviço
Abertura da programação de atividades alusivas ao Dia Mundial de Combate à Hanseníase
Hora: 8h
Data: 22/01 (segunda-feira)
Local: Auditório da Regional I (Rua Dom Gerônimo, 20 - Farias Brito)
Ponto de referência: Ao lado da igreja do Farias Brito
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.