quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Gravado por Flavio Venturini, cearense Edmar Gonçalves faz show nesta quinta, 25/1, em Camocim


O cantor e compositor cearense Edmar Gonçalves, um dos principais nomes do cenário musical cearense a partir dos anos 80, faz show especial nesta quinta-feira, 25/1, em Camocim, município do litoral norte do Estado onde diversas vezes foi premiado no tradicional Festival de Música local. A apresentação, intitulada "Ceará Bonito", acontece às 22h no Euclides Beach Pub (Av. Beira-mar, 151) econtará com Edmar Gonçalves ladeado por Alan Kardec (violão), Bague (contrabaixo), Rodrigo Santos (saxofone), Leonea (bateria). Como convidado especial, o cantor e compositor Max Wanderson.

Edmar Gonçalves, autor de inúmeras músicas premiadas em festivais como o de Camocim e o Canta Nordeste, promovido pela Rede Globo nos anos 90 com eliminatórias em todos os estados da região, vive um momento especial em sua carreira, com projeção nacional após reconhecimento por um dos maiores nomes da música brasileira. O cantor e compositor mineiro Flavio Venturini, autor de vários clássicos da MPB e um dos grandes destaques do Clube da Esquina, gravou a canção "Em cima do tempo", de autoria de Edmar e do também cearense Marcos Lupi.

A música já está disponível online, na voz de Flavio, podendo ser ouvida gratuitamente nas redes sociais do cantor mineiro, assim como nas principais plataformas de divulgação musical. "Em cima do tempo" estará no próximo disco de Flavio Venturini, que reforça, assim, sua ligação com o Ceará - a qual já inclui uma versão do cearense David Duarte para o clássico "Todo azul do mar" e uma releitura de Paulo Façanha para "Falso blasé" - ambas parcerias do mineiro com Ronaldo Bastos.

Sucessos de Edmar e parceiros

Edmar Gonçalves é autor de clássicos da canção cearense, como "Canto sem eira nem beira" (vencedora do Festival Canta Nordeste, no Ceará, em 1994) e "Miragem" (vencedora do mesmo festival no Estado, em 1996), ambas parcerias com Evaristo Filho. Em 1993 lançou o LP "Aprendiz", com participação de Belchior, Kátia Freitas, Calé Alencar e Marcus Caffé. O disco trazia a faixa "Boi magia", vencedora do Festival de Camocim em 1992.

Em 1999 lançou o aplaudido CD "Bússola", tendo a faixa-título de autoria de Davi Duarte e uma regravação de "Que será", sucesso da era de ouro da música brasileira. Em 2017 veio "Em Cima do Tempo", marcado pelas parcerias com Marcos Lupi e Fernando Fernandes, entre elas "Ceará Bonito", faixa que dá nome ao show que Edmar Gonçalves apresenta nesta quinta-feira, 25/1, em Camocim. Um belo reencontro com uma cidade litoral e musical.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.