sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Iniciativa do MPCE resulta na restauração e entrega do Teatro Francisca Clotilde de Aracati

A população aracatiense recebe, na noite desta sexta-feira (26), o tradicional Teatro Francisca Clotilde totalmente reformado, restaurado e otimizado com aparatos modernos para atender a demandas de uma casa de espetáculos culturais. A obra foi promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a partir de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) elaborado pelo Ministério Público do Estado do Ceará, através do promotor de Justiça Alexandre Alcântara, e firmado em 25 de março de 2008, com a Prefeitura de Aracati e o Iphan, a fim de promover a preservação do patrimônio cultural e histórico de Aracati.

cerimônia de entrega do teatro contará com a apresentação da Banda Municipal Jaques Klein e do músico cearense de projeção internacional Waldonys. O novo espaço conta com sala de espetáculo e projeção, foyer (local de exposições), espaço multiuso, sanitários acessíveis, pátio ajardinado, camarote, depósito e contrarregra, caixa cênica com urdimentos e camarins.

Considerado o mais importante equipamento cultural de Aracati, o Teatro Francisca Clotilde foi palco das artes cênicas durante décadas; mas, desde o início deste século, teve que ser fechado devido a problemas na estrutura do prédio, qual estava comprometida. O representante do Ministério Público do Estado do Ceará, requereu à Prefeitura Municipal do Aracati a desapropriação do teatro e que fossem realizados os serviços necessários para a sua consolidação, com a finalidade de que ele cumprisse sua vocação como importante instrumento para o fomento da arte e cultura.

Por meio do documento, os representantes do Poder Executivo se comprometeraa instalar um núcleo de apoio ao Sítio Histórico, contratando um arquiteto que executou as indicações do Iphan. Em maio de 2008, através do decreto de número 0250/2008 o espaço foi declarado de utilidade pública. A Prefeitura celebrou convênios com o Ministério da Cultura para receber investimentos para o “Projeto Monumenta”. O município de Aracati providenciou a desapropriação do teatro Francisca Clotilde, no prazo de 30 dias, para fins de utilidade pública, ao mesmo tempo em que realizou, em parceria com o Iphan, as obras emergenciais de estabilização do imóvel.

Em 19 de dezembro de 2007, diversos segmentos da sociedade aracatiense lançaram o movimento “O espetáculo não pode parar”, com o objetivo de lutar pela restauração do Teatro Francisca Clotilde. Segundo artigo publicado pelo dramaturgo Marciano Ponciano, “após diversas tentativas com a finalidade de sensibilizar o poder público local foi somente a partir da intervenção do Ministério Público, membro do Fórum de Cultura de Aracati, através do promotor Alexandre Alcântara, que o movimento ganhou novo ânimo”, constatou.

Com informações dos sites do Iphan e do Aracati em Foco.
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.