segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Inovação - Unidade EMBRAPII CPqD cresceu 133% em número de projetos em 2017

A Unidade EMBRAPII CPqD registrou um crescimento expressivo em suas atividades no decorrer de 2017. O número de projetos desenvolvidos - sempre em parceria com empresas, que atuam em diversos segmentos - aumentou 133% no ano, em comparação a 2016. Em valores de projetos, o crescimento no período foi de 43%.

“Isso significa que, apesar de ter sido um ano difícil, as empresas enxergam a inovação como um fator importante para manter a competitividade, e até sua própria sobrevivência, no mercado”, afirma Marcelo Fogolin Calori, coordenador técnico da Unidade EMBRAPII CPqD. Segundo ele, algumas iniciativas contribuíram para estimular o acesso de um número maior de empresas à inovação tecnológica, no decorrer do ano passado.

Uma delas foi o contrato firmado, no início de 2017, pela EMBRAPII com o Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, com o objetivo de facilitar a obtenção de recursos subsidiados por esse segmento. Calori revela que cinco projetos iniciados em 2017 pela Unidade EMBRAPII CPqD foram fechados a partir desse acordo - entre eles, um projeto internacional de inovação na área de cidades inteligentes, que envolve o Hospital Israelita Albert Einstein, a fábrica de software Indústria-i, de Minas Gerais, e as instituições e empresas britânicas Future Cities Catapult, Space Syntax e Inavya Ventures.

Calori ressalta, ainda, que os resultados positivos obtidos em vários projetos concluídos em 2017 estimularam as empresas parceiras a contratarem a Unidade EMBRAPII CPqD para  novos trabalhos. Foi o que aconteceu, por exemplo, com a Taggen, de Campinas, a Exati, de Curitiba, e a Furukawa. Além disso, diversos projetos geraram patentes depositadas no INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial e pedidos de registro de software - ao todo, foram 28.

A EMBRAPII - Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial oferece recursos financeiros não-reembolsáveis para a implantação de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), em parceria com empresas. Atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação. No período de três anos, compreendido entre 2015 e 2017, a EMBRAPII financiou 369 projetos de inovação desenvolvidos em todo o país, num total de R$ 600 milhões.

O CPqD foi credenciado como Unidade EMBRAPII em 2014.


Sobre o CPqD
Com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação, o CPqD é uma organização independente. Criado há mais de 40 anos, mantém o maior programa de pesquisa e desenvolvimento da América Latina em sua área de atuação. Seu portfólio abrangente de soluções, serviços, sistemas de missão crítica e tecnologias de produto transferidas para a indústria é utilizado nos mais diversos segmentos de mercado, no Brasil e no exterior, contribuindo para o aumento da eficiência das organizações, a transformação da experiência com seus clientes, a viabilização de modelos de negócios e a criação de novos produtos. Referência tecnológica no país, o CPqD integra o ecossistema de inovação aberta que vem alavancando o empreendedorismo, por meio de suas competências em áreas estratégicas da transformação digital - como Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Conectividade.

Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.