terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Público lotou o CCBNB, aplaudindo Mimi Rocha, na estreia do Jazz em Cena 2018. Próximo show é dia 3/2, com Davi Duarte, Jobim Jazz

Em plena noite de pré-carnaval, o público de Fortaleza lotou mais uma vez o Centro Cultural Banco do Nordeste neste sábado, 20/1, para a grande estreia da temporada 2018 do projeto Jazz em Cena, que promoverá ao longo do ano 23 shows de jazz, sempre com entrada franca, aos sábados, 19h. O maestro Mimi Rocha, um dos maiores nomes da guitarra no Ceará, foi muito aplaudido com seu show "Tributo a Pat Metheny", ao lado dos também virtuosos Stênio Gonçalves (guitarra, teclados e vocais), Herlon Robson (teclados e programações), Nelio Costa (contrabaixo fretless), Marcos Maia (guitarra, convidado especial) e Ricardo Pontes (bateria e vocais).

Foi uma noite de muita emoção, com direito a reencontros marcantes, de fãs de Pat Metheny que conviveram na Fortaleza dos anos 80. Entre eles, familiares de Marcio Figueiredo, responsável por apresentar a Mimi Rocha a música de Pat, como o guitarrista destacou no palco. Também chamou atenção o presente dado por uma das espectadoras mais assíduas do projeto Jazz em Cena, Virgínia Fukuda, que levou CDs de Pat Metheny para sortear. A vencedora do sorteio, feito em um programa de rádio, foi a professora Reginaldia Garcia, que recebeu o CD "American Garage", um dos discos clássicos de Pat e grupo, antes de o show deste sábado começar.

O "Pat-carnaval" jazzístico no CCBNB foi marcado pela musicalidade de Mimi Rocha e de seu super grupo, em um espetáculo que iniciou em grande estilo a temporada 2018 do Jazz em Cena. Com direito a muitos aplausos para temas como "Are you going with me?", "Cross the heartland", "James" (com direito a uma canja surpresa do convidado Guto Pontes, que saiu da plateia para assumir os teclados), "Daybreak e "Here to stay".

O próximo show do Jazz em Cena acontece sábado, 3/2, com Davi Duarte, Marcio Resende e grupo apresentando o espetáculo "Jobim Jazz". Entrada franca, como em todos os shows do projeto, no CCBNB.
O show reúne um super grupo, formado especialmente para este projeto por alguns dos melhores representantes da cena musical cearense. A começar por Davi Duarte, cantor que arrebata o público com uma voz personalíssima e compositor consagrado, autor de vários sucessos que tocam nas rádios de Fortaleza e são cantados do começo ao fim nos shows.
Generosamente atendendo ao convite para integrar este novo projeto musical, Davi Duarte empresta sua voz às canções de Tom Jobim e parceiros, que ganham novos e esmerados arranjos, com uma abordagem jazzística e muita liberdade para improvisação, assinados pelo mestre do saxofone jazz e da flauta brasileira Marcio Resende.
Além de Davi Duarte e Marcio Resende, o show reúne os mestres Carlinhos Patriolino (violão, expoente da bossa e do choro, unindo ao jazz a expertise na linguagem brasileira),Rian Batista(contabaixo, integrante da banda Cidadão Instigado, que vem levando para todo o Brasil os sons do Ceará nos últimos anos) e Vitório Cavalcante (baterista que chama atenção pela criatividade e que se destacou ao longo dos últimos anos tocando na Espanha).
Enviar

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.