#audioinclui

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Fotografia, Cinema e Dança numa noite só

O Teatro das Marias reuni Fotografia, Cinema e Dança numa noite em homenagem ao Circo e a  Memória. Além de um diálogo entre a tradição e a contemporâneo. O Teatro das Marias que no seu fazer diário  dedica-se  a diversas linguagens artística e principalmente a intercâmbios que resultam em trabalhos artísticos que mesclam essas linguagens e técnicas distintas,  que promovem encontros e fortalece o meio cultural da cidade. Nesta sexta abertura da  Exposição “Circo, Memória e Identidade”. Contamos com sua força na divulgação, toda  programação gratuita, um dialogo do circo tradicional de lona com o circo contemporâneo.

Desde já agradeço a atençao e a força nesse encontro que será muito interessante. Abraço a todos. 

Serviço:
Abertura da  Exposição “Circo, Memória e Identidade”.
Data: 29/Agosto (sexta-feira)
Hora:  20h
Local: Teatro das Marias – R. Senador Almino, 233 A – Praia de Iracema (entre a rua Jose Avelino e Av. Monsenhor Tabosa)

A programação:
1) Fala do Curador da Exposição Leandro Guimaraes  (Essa exposição  faz parte de um ponto de memória  que chega as Marias numa parceria com a APAECE- (Associação dos Proprietários Artístas, escolas de Circo do Ceará)  e Girandola Comunicação e Arte
2) Exibição do Filme "A Comicidade em baixo da Lona" produzido pela Cia. CLE (Cia Circo Lúdico Experimental).
3) Apresentação do espetáculo "Busca Sertaneja" de Gabriela Jardim, direção e argumento de Valeria Pinheiro;  música original de Lenina Silva e Amanda Nunes.

Toda  programação gratuita, um dialogo do circo tradicional de lona com o circo contemporâneo.
Obs.: A exposição será  no Teatro das Marias de 29 de Agosto 2014 a março de 2015.

Sobre a Exposição:
Um povo feito de circo
Pura memória coletiva revelada em fotografias. Quase uma crônica de costumes, um causo de família, um álbum que recorda um povo feito de circo, cuja casa é a própria lona que os abriga. A lona como casa e refúgio de um sonhador. 

Do privado ao público. É a partir de fotografias pertencentes às famílias tradicionais de circo no Ceará que esta exposição retoma o lugar de prestígio e destaque que o povo circense merece. Nela podemos mansamente adentrar no universo do mágico, do palhaço, dos malabaristas, dos contorcionistas, músicos, divas. Uma narrativa preciosa da vida privada destes artistas, que dedicaram e continuam a dedicar a vida ao circo. Uma profissão de inerência livre, de sonhador sem chão, de nômade. Um entregar de alma, que só quem é feito de circo sabe expressar.  

A exposição é formada de um tecido de afetos, de guardados de memória. De uma geração a outra, do filho do palhaço, de seu neto, bisneto. Tudo se encaminha para a perpetuação de um ofício que não desaparece, apenas se renova, posto que é vivo. Porque quem nasce debaixo de uma lona, logo por ela se encanta e dela não deseja ser privado, jamais. 

Exposição “Circo, Memória e Identidade”.

Documentário: A comicidade em baixo da lona
A Cia Circo Lúdico Experimental - CLE apresenta o documentário "A comicidade embaixo da lona". Projeto agraciado pelo III PRÊMIO DE INCENTIVO AO CIRCO (SECULTFOR/2011). O documentário  proporcionou o registro e a difusão dos saberes de seis palhaços de lonas de circo tradicionais da cidade e do entorno.  Um mergulho no universo das Lonas Circenses, um registro do fazer e da trajetória dos Palhaços Pimenta, Bombril, Rapadura, Zé Ninguém, Baratinha e Pernalonga.
 Coordenação Geral: Sâmia Bittencourt; Produção executiva: Samara Garcia; Captação de imagens e edição: João Carlos Goes; Designer Gráfico: Diogo Braga
Agradecimentos:
José de Abreu Brasil (Palhaço Pimenta), José Manduc Filho (Palhaço Bombril), Eurico Braskuper (Palhaço Rapadura), Ivo Ferreira da Silva (Palhaço Zé Ninguém), Wanderson Lúcio Freitas Brasil (Palhaço Baratinha), Cleyton Junior (Palhaço Pernalonga), Carlos Mariano (Motoka), Ciro do Santos Brasil, APAECE. E a todos que compõem o Circo Teatro Pimenta, o Circo Imperial, o Sky Circus, o Circo do Tirulipa, o Circo Meridiano, o Circo Mirtes e o Circo do Motoka. Nossa imensa gratidão pela generosidade e hospitalidade com que nos receberam!

Apresentação Artística:
BUSCA SERTANEJA
Direção e argumento: Valeria Pinheiro
Interprete criadora: Gabriela Jardim
Musica original: Amanda Nunes e Lenina Silva 
Release
Tijolos quebrados e espalhados levam a  pedaços de telhas entulhadas sob uma corda suspensa. Junto às costas um peso dentro do cesto, que se acumula a cada passo bambo, a caminhada sobra no balanço da corda…
 Busca Sertaneja é um trabalho que trata das questões sobre o ato de ir. A essência deste ato não se restringe à personagem, funde a semelhança entre o cotidiano do citadino e o impulso de vida revigorante que move o sertanejo.
Com Gabriela Jardim. Duração média de 15’. Classificação livre.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.