terça-feira, 19 de dezembro de 2017

EDP entre as três melhores empresas dos mercados emergentes

 Avaliação foi realizada pela agência global de avaliação Vigeo Eiris 
A EDP Brasil, empresa que atua em todos os segmentos da cadeia elétrica, é a única brasileira no Top 3 do ranking da Vigeo Eiris, instituição internacional que avalia a gestão e o desempenho das companhias nas áreas ambiental, social e de governança corporativa.
No Ceará, a EDP administra a UTE Pecém, que tem capacidade instalada de 720 MW, correspondente a cerca de 45% da energia consumida no Estado. Em operação desde 2012, a UTE Pecém é um empreendimento que gera 370 empregos diretos e 1.053 empregos indiretos. A atividade da usina é responsável pela transformação do Ceará de estado importador para estado exportador da energia elétrica.
Em sua última edição, o índice “Best Emerging Market Performers Ranking” trouxe as 100 companhias dos mercados em desenvolvimento com melhor desempenho, de um total de 850 avaliadas de 37 indústrias diferentes, provenientes de 31 países. A lista leva em conta a performance das empresas em categorias como Meio Ambiente, Direitos Humanos, Recursos Humanos, Envolvimento com a Comunidade, Compliance e Governança Corporativa.
Também fazem parte deste ranking mais 11 empresas que estão presentes em diferentes setores: Finanças, Aviação, Varejo, Cosmética, Celulose, Telefonia e Energia e Automação.
“O resultado desta avaliação vem consolidar a nossa posição nos ambientes social e de governança corporativa, que em 2017 já rendeu destaque à EDP como melhor empresa do setor elétrico no Guia Exame de Sustentabilidade e pela presença da Companhia no ISE da B3”, comenta Miguel Setas, presidente da EDP Brasil.
A Vigeo Eiris é uma agência global de pesquisas voltada para investidores e organizações públicas e privadas. A entidade analisa o nível de integração de fatores sustentáveis em sua estratégia e na operação de organizações, e realiza avaliações de risco para auxiliar investidores e companhias no processo de tomada de decisões.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.