domingo, 7 de janeiro de 2018

Companhia Armazém de Teatro de volta a Fortaleza com o espetáculo " A Marca D´água" na Caixa Cultural Fortaleza



A Companhia Armazém de Teatro está de volta a Fortaleza, agora em 2018, 
com o espetáculo A MARCA D'AGUA que já passou por diversas capitais do país e foi pro Japão em 2017. A Companhia é uma das mais premiadas no Teatro Brasileiro e tem o patrocinio da PETROBRAS 

Com texto de Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes, que também assina a direção, execução ao vivo da trilha original pelo diretor musical Ricco Viana, iluminação de Maneco Quinderé, videografismo assinado pelos irmãos Rico e Renato Vilarouca, elenco formado pelos atores Patrícia Selonk, Ricardo Martins, Marcos Martins, Marcelo Guerra e Lisa Eiras, vencedor do Prêmio Shell 2012 de Melhor Autor, Prêmio APTR 2012 de Melhor Iluminação, eleito um dos Melhores Espetáculos de 2012 pelo Jornal O Globo, vencedor do Prêmio Fringe First Award, durante o Festival de Edimburgo, na Escócia, em 2013, “A Marca da Água” chega a Fortaleza nos dias 02 a 04 de Fevereiro na Caixa Cultural. O Espetáculo que teve participação no Wuhzen International Theatre Festival, localizado na província de Zhejiang, China em 2017.


 
Vivendo numa aparente placidez, numa espécie de cotidiano automático e morno, Laura (interpretada por Patrícia Selonk), aos 40 anos, é surpreendida pelo misterioso aparecimento de um enorme peixe em seu jardim. Esta perturbadora e surrealista aparição traz de volta à vida desta mulher sintomas de uma doença neurológica causada por um acidente na infância. A partir daí, Laura passa a ter acesso profundo e muito nítido às suas mais antigas memórias e é arrebatada por uma música imaginária e constante dentro de sua cabeça.
 
Com tons e movimentos que mantém o universo de “A Marca da Água” entre o real e sonhado, a busca e o delírio da personagem flagram estados sutis quando a fragilidade física pode transformar-se em afirmação de vida. A encenação serve-se de inspirada ambientação cenográfica, em que movimentos dentro de uma piscina e coloridas projeções auxiliam na condução da ação.
 
Antes de dar voz ao texto caprichado de Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes, que “bebem” em fontes como os livros do neurologista britânico Oliver Sacks, o elenco fez intenso preparo corporal para, em cena, conseguir, sem embaraço, atuar tendo que a quase todo instante se lançar num tanque com 3 mil litros de água. Os figurinos de Rita Murtinho, em neoprene e tactel, faz com que os atores alternem o visual molhado/seco ao longo da encenação.

SERVIÇO:
A MARCA D'AGUA
ARMAZEM COMPANHIA DE TEATRO
02 a 04 de Fevereiro
Caixa Cultural




 

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.