Estudante relata agressão por grupo skinhead no Benfica

Um universitário foi atacado por um grupo de seis pessoas, na noite desta quinta-feira, 18, no bairro Benfica. O jovem relatou agressão no Facebook. Ele afirma que teve a orelha rasgada e que ouviu dos agressores expressões de cunho racista e homofóbico. 

O caso aconteceu na Gentilândia, na região da av. 13 de Maio, uma das mais movimentadas de Fortaleza. A publicação foi feita às 23h37min. Até às 9 horas desta sexta-feira, o post teve mais 466 reações. A vítima terá a identidade preservada.

"Me cercaram e começaram a me socar. Eu só tive a reação de proteger a minha cabeça e gritar por socorro. Levei um soco que rasgou de leve minha orelha e mais alguns que me fizeram cair", relatou na rede social. "Quando vi uma brecha, atravessei a avenida. Quase fui atropelado, perdi meu chinelo e meu boné".

"Enquanto eles me batiam, só ouvia algo relacionado a eu ser um viadinho e um preto imundo", descreveu o estudante. Ele afirma que chegou a denunciar a ação a policiais que estavam nas proximidades, que orientaram o jovem a ir a uma delegacia. "Nunca achei que iria passar por isso", desabafou. "A dor do que eu ouvi enquanto apanhava continua aqui". 

Nas redes sociais, várias postagens identificam o grupo com as mesmas caracteristicas que a vítima descreveu dos agressores. Pelos menos duas pessoas viram o mesmo grupo, por volta das 21h30, nas proximidades do metrô, no Benfica. 

O POVO Online contatou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e aguarda retorno.

Fonte: Portal O Povo Online

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.