segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Mídia cearense - Quinze novos documentários são lançados pela TV Assembleia em 2017

16-01-2018 - Núcleo Documentário TV Assembleia16-01-2018 - Núcleo Documentário TV AssembleiaFotos Bia Medeiros
O Núcleo de Documentários da TV Assembleia do Ceará (canal 31.1 e 61.3 digital) lançou, em 2017, 15 novos produtos na programação da emissora. Entre eles, a série de quatro programas do Repórter Assembleia sobre sustentabilidade e iniciativas marcantes no Ceará nas áreas de energias renováveis, preservação da água, cuidados com os resíduos sólidos e a  permacultura.
Cada episódio tem duração de 25 minutos.O primeiro dos quatro programas  aborda a sustentabilidade ambiental voltada para as energias limpas. O segundo episódio mostra o descarte dos resíduos sólidos e ações que podem minimizar os impactos gerados. Já o terceiro ressalta a situação das águas no Ceará e as ações para conviver com a escassez dos recursos hídricos. No quarto programa, o telespectador acompanha experiências no Estado no uso da permacultura, conceito que ajuda o cidadão a planejar, criar e a viver em ambientes sustentáveis, visando ao equilíbrio e à preservação da natureza.
O núcleo também  lançou novos programas da série Perfil, destacando os trabalhos do escritor brasileiro, Adolfo Caminha; da personalidade pública, Jovita Feitosa; do sacerdote e jornalista, Padre Mororó e do ator, Haroldo Serra.
Nos documentários de curta-metragem, a série "Morar Dias" estreou na programação com 4 episódios, e mais três estão sendo preparados para 2018. Esta série destaca a história de casas que são preservadas pelos seus moradores.
Outro destaque do núcleo foi o documentário especial "Aldeia do Saber", que retrata a história de uma família indígena da tribo Tapeba, em Caucaia, e a sua luta pela educação de sua comunidade. A produção foi selecionada para diversos festivais. Dentre eles, o 6ª Cine Kurumin, que aconteceu na Bahia; a II Mostra Indígena de Filmes Etnográficos, no Ceará, e para a mostra de documentários internacionais, em Paris, na "Brésil En Mouvements". Todos os documentários já estão disponíveis também em nosso canal:  youtube.com/ tvassembleiaceara.
Para 2018, mais 11 produções inéditas serão entregues. Duas delas gravadas no Rio de Janeiro, uma sobre o cineasta Luiz Carlos Barreto e outra sobre o ator Emiliano Queiroz  já estão em fase de edição.
O Núcleo de Documentários é coordenado pela jornalista Ângela Gurgel e composto pelos jornalistas Ana Célia Oliveira, Janaína Gouveia, Marina Ratis,  Arituza Timbó, Vinicius Augusto Bozzo, Marcelo Alves, além do editor de imagens e videografista, Daniel Cardoso.
Com informações da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

0 comentários:

Postar um comentário

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.