MPCE visita diretorias do Ceará e Fortaleza e inicia discussões sobre implementação da Biometria nos estádios


O Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (NUDTOR) do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) realizou, na manhã desta sexta-feira (19/01), visitas de cortesia aos dois maiores clubes de futebol do Estado: Ceará e Fortaleza. Uma das pautas do encontro foi o novo sistema de identificação biométrica dos membros das torcidas organizadas, que deverá ser implementada em 2018. A normativa é uma exigência do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

“Resolvemos fazer essa visita inicial para conhecer a estrutura dos clubes, promover uma interação do Ministério Público com as entidades e iniciar as conversações sobre a implementação da biometria para as torcidas organizadas. Cada clube apresentará, em um novo encontro que ainda será agendado, um plano de implementação do sistema. Eles deverão destinar um espaço dos estádios pra acesso das torcidas organizadas com biometria. O objetivo principal é coibir violência nos estádios e facilitar punição”, explica o coordenador do Núcleo, promotor de Justiça Edvando França. Também participaram das visitas, os promotores de Justiça André Barbosa, Andre Barreira e Aurélio da Silva.

Agenda de plantões

Em dias de jogos, um promotor de Justiça fica de plantão e recebe as ocorrências na Delegacia do Torcedor. Nesta sexta-feira (19), durante o jogo Ceará e Guarani de Juazeiro, às 20h, no Estádio Presidente Vargas, o membro plantonista foi o promotor André Barreira. No jogo de domingo (21), às 16h, no Estádio ‘Morenão”, foi a vez do promotor Aurélio da Silva.

Nenhum comentário:

Expresse aqui a sua opinião sobre essa notícia.

Tecnologia do Blogger.